domingo, 15 de janeiro de 2012

Prefeitura autorizou forrozão por interesse político; AEGostoso vai processar prefeito por liberar praça

Por Emanuel Neri
O mais grave do lamentável episódio que levou a Prefeitura de São Miguel do Gostoso a liberar a praia da Xepa, no centro da cidade, para um forrozão que varou a madrugada, com um som altíssimo, é que, por trás desta decisão, estavam interesses políticos do prefeito Miguel Teixeira.
Toda a população da cidade sabe que a praça só foi liberada para uma senhora fazer o forrozão, incomodando centenas de pessoas e turistas, por causa de suas relações familiares com um importante ex-auxiliar da Prefeitura. E o prefeito acha que, em nome deste interesse político, pode deixar pessoas sem dormir, inclusive idosos e doentes.
Desde que o noBalacobaco divulgou, na madrugada do domingo, a notícia sobre o forrozão, não param de chegar depoimentos de pessoas indignadas, algumas se queixando de serem idosas e estarem doentes, com o uso de  espaço público para este tipo de evento.
Importante dizer que, embora com entrada paga, a festa era de interesse exclusivamente particular, em benefício unicamente de uma família. É muito grave - e extrapola os limites da responsabilidade - esta decisão do prefeito.
Ao autorizar o forrozão em espaço público, o prefeito extrapolou seus poderes e por isso deve ser responsabilizado por sua decisão. A AEGostoso – Associação dos Empreendedores de São Miguel do Gostoso – decidiu entrar com ação de responsabilidade na Justiça contra o prefeito Miguel Teixeira.
Esta ação deverá ser ajuizada nos próximos dias. O Ministério Público será acionado para que o prefeito explique os motivos de ter autorizado o uso de um espaço público, que é de responsabilidade da Prefeitura, para a realização desta festa. E fez isso com o agravante de a festa ser de interesse particular e familiar.
O prefeito sabe que há um calendário, determinado pelo Ministério Público e pela Justiça, em que festas de interesse público – que não são particulares – possam ser realizadas. Estes eventos, em ambiente aberto, podem ser feitas no reveillón, Carnaval, Festa do Padroeiro e Aniversário de Emancipação do Município.
Fora destas datas, as festas em espaço público e ao ar livre estão proibidas. Mesmo as festas particulares, feitas em residências ou bares, tem que respeitar o horário de encerramento à meia noite. O forrozão do sábado passado, que superou todos os limites de som já vistos e ouvidos na cidade, só terminou depois das 3hs da manhã.

21 comentários:

  1. Muito bem Emanuel !!Vamos divulgar essas aberrações e lutar para que um dia estas "otoridades" parem de exercer esta funções e varrer todas as ervas daninhas da nossa cidade.
    Espero em breve poder ter paz nas noites de sextas e sábados


    JL

    ResponderExcluir
  2. muito bem um cara...
    o pessoal da cidade também existe, os nativos hoje não podem mais nem se divertir que pessoas que vem de fora querem atrapalhar nossa felicidade.
    Um exemplo é o clube uma distração que temos que nem o pastor reclama pro ser de frente para a igreja reclama vocês turistas querem reclamar.
    vocês acham que somos oque? um bando de escravos é isso?
    vão todos para casa de onde vieram..

    ResponderExcluir
  3. Estou de acordo que haja festas em sao miguel sim inclusive ao vivo, porque aqueles que vieram a procura de sossego e paz nao resolvem se afastar do centro e de onde tem badalaçoes?
    A populaçao de Gostoso, tem so aquele misero casa show, que funciona pessimo como unica diversao dos fins de semanas, se acabarem com festa la e na praia nao vai restar nada do que ja nao tem, para os nativos e para quem chega.
    Aqui sechama nao Gostoso e Gastoso e estar ficando pessimo.
    Enquanto ao prefeito ele merece mermo uma bom processo nas contas para aprender a trabalhar mais e melhor.

    Ab

    ResponderExcluir
  4. Não. Vocês são brasileiros como todos os outros e quem possui uma casa ou terreno na cidade ou visita nossa cidade é igual à quaquer um. São Miguel do Gostoso faz parte da 'Federação Brasil' e como qualquer lugar pertence à todos brasileiros. E se você nasceu na cidade ou em qualquer lugar do Brasil está sob a Constituição e deverá obedecer as leis em Gostoso, no Oiapoque e lá no Chuí. Ou estão querendo fazer um moviemnto separatista em nossa cidade e criar um país chamado Gostoso com suas próprias leis? Fique certo que quando você de Gostoso for à qualquer lugar do Brasil será recebido como cidadão brasileiro e poderá ter seus direitos garantidos como qualquer um. Eu sou daqui e quando viajo quero meus direitos respeitados e não tem essa de nativo de São Paulo ou Rio de Janeiro falar que devo fazer ou desreipeitar meus direitos. Vamos dar o exemplo aqui e cobrar também respeito de todos brasileiros. Somos todos nativos de um grande país chamado Brasil.

    ResponderExcluir
  5. É isso aí Emanuel. Vamos cantar Cazuza' Gostoso mostra sua cara .....'
    assinado : Um fã de Cazuza.

    ResponderExcluir
  6. Ana Lúcia Martins16 de janeiro de 2012 12:16

    Boma Dia !!! venho através dessa me pronunciar, que na semana passada eu com minha filha e uma grande amiga, que me perguntava como foi meu Reveillon aqui em Gostoso, e u lhe respondi que tinha sido muito bom pois teria passado com a familia Neri, e por causa desse nome pessoas que se acha que é da alta Sociedade, veio tomar satisfação. nossa que horror. pois se alguém tem algo contra essa familia, venho aqui dizer publicamente, que essa familia é muito ESPECIAL para mim, e para toda minha familia.E que se o nome Fafá está encomodando hahahaha!!!olha agora vc ficar proibida de falar nome de Fafa, fala sério viu. E tbm quero deixar bém claro aqui, que se as pessoas que falam Mal de mim soubesse oq penso delas: kkkkkkkkk falariam muito mais!!

    ResponderExcluir
  7. Emanoel o engraçado de tudo isso é tão provável que é mesmo por interesse politico q estava marcado pra esta mesma data o bingo do grêmio futebol clube da sede s.m.do gostoso que ele tem como seu adversário politico por isso sedeou o espaço publico para a liados do seu interesse e atrapalhar o grande bingo do gremio,e tirá o nosso sossego,devemos tomar as providencias para nunca mais acontecer esses absurdos que vem atormentando apopulação de são miguel do gostoso,outros fatos politicos tambem vem acontecendo em outras entidades como a saúde pessoas com onbro quebrado outra com a perna quebrada em três partes os dois a mais de 20 dias sofrendo e nem prefeito nem secretarios tão nem ai por que não são de seu interesse politico,é tão provavel que ja depois desses dois já teve caso e já foi resolvido de imediato claro era de seu iteresse politico as casas do governo federal tambem quem não é de seu interesse politico tá excluindo do programa e tirando as casas dessas pessoas carentes que não tem condições de fazer suas proprias casas, garanto que ainda essa semana vai ter jornal na área denuncias vão ser feita pessoalmente.....

    ResponderExcluir
  8. pois bem coloquei um comentário e uma sujestão para colocarmos em votação se a população é a favor ou contra estas festas já que este espaço se diz democrático para a população votar se devemos ou não ter festas na cidade mas não foi nem publicado.
    vamos lá emanuel você que prega tanto a democracia e os diretos das pessoas coloque em debate e vamos ver o que realmente as pessoa pensam

    ResponderExcluir
  9. ah que espero que este comentario seja aprovado ja és uma pessoa democratica!!!

    ResponderExcluir
  10. Emanuel Neri responde: o leitor dos dois comentários acima - que não se identifica, preferindo se escudar no anonimato - está redondamente enganado. São Miguel do Gostoso é um município brasileiro e, portanto, tem que obedecer a legislação do país. E a legislação brasileira proíbe que se faça festa em espaço público, a noite inteira, com som altíssimo, prejudicando moradores, entre os quais crianças, idosos e enfermos. Se a legislação diz isso, o leitor não pode querer que São Miguel do Gostoso faça uma votação (será que ele fala em plebiscito?) para saber se a população local concorda ou não que este tipo de festa -que afronta leis e a população -, continue existindo. É como imaginar que, em nome de uma pretensa cultura local, alguém fosse capaz de defender a prática de crimes, como por exemplo homicídio ou estupro, sem ser alcançado e punido por uma legislação rigorosa que condena estes atos. São Miguel do Gostoso tem que respeitar as leis do Brasil - e as leis brasileiras dizem que festas barulhentas, como o forrozão feito no último sábado, na praia da Xepa, não pode ser realizado - a não ser em casos muito especiais - porque afeta o direito de quem quer descansar ou dormir sem ser perturbado. Ninguém é contra a cultura nem as festas de São Miguel do Gostoso. Se alguém ou algum clube quer fazer festa, que o faça em lugares fechados, com isolamento acústico, para não prejudicar a população. O que não pode ser feito é uma festa - e com o agravante de ser em um espaço público -, durante toda a noite, com um som absurdamente alto, para que meia dúzia se divirta enquanto o restante da cidade fica a noite inteira sem poder dormir, por causa do barulho infernal desta festa. No caso do forrozão da praia da Xepa, houve uma grave transgressão da Prefeitura local ao autorizar que a festa -de caráter particular, embora com entrada paga - fosse feita em um espaço público. Esta decisão foi grave porque a festa em espaço público representa gastos públicos, com dinheiro do povo, em benefício de uma festa particular. Ou seja, houve gastos com iluminação, energia, o próprio uso do espaço público (foi alugado?) e outros serviços públicos que acacabam sendo contabilizados na conta da Prefeitura. Da mesma forma, os poucos homens do efetivo local da polícia, que poderiam estar policiando outros pontos da cidade, tiveram que ficar uma noite inteira cuidando de uma única festa que, repito, era particular. É justo isso? É para isso que o leitor quer fazer uma votação para mudar as leis? É importante que tanto este leitor, como o prefeito, saibam que lei é lei e que tem, portanto, que ser cumpridas e respeitadas.

    ResponderExcluir
  11. O progresso veio para Gostoso ? Sim ? Então acabou o tempo de Marlboro, agora o que tem que ser levado à sério e cumprido são as leis. Gostei muito da sua resposta Emanuel. O que seria de nós povo se não tivessemos a ajuda da midia e de vocês. Vai ser dificil mudar a mentalidade de muita gente porque respeito ao próximo se adquire em casa com a formação familiar e depois na escola. O Brasil é a sexta potencia mundial mas a nossa educação e respeito ao próximo estão longe de qualquer comentário. Emanuel, não desista! a luta é árdua.
    Força !!!

    ResponderExcluir
  12. emanuel gosto de algumas citações sua, é veridico ja que somos cidade vista por todos, que siga a legislação brasileira, em todos os aspectoos.
    só tem um erro, que se nós seguirmos o resto da legislação, os nativos estão fudido, pois na legislação brasileira so vale quem tem, vamos abrir regras para as exeções e vamos ser um pouco mais democraticos,vamos deixar o povão da sua opinião, pois se deixarem so vc falar meu filho, não vai sobrar nada pros nativos, porque vc so pensa em vc e no faturamento de sua pousada.pois dos 11 comentarios que tem aqui 1 é nativo o resto é comerciante de pousada.
    e deixo aqui registrado para os nativos le o blog, cuidem pois se não,nem o carnaval não vai acontecer, pois emanuel e a trupe de palhaços os pousadeiros não vai deixar. corram atras antes que seja tarde. não sou nativo, mas tambem não sou cego.

    ResponderExcluir
  13. Emanuel Neri responde: A respeito do comentário feito pelo leitor acima é importante que ele fique sabendo que o Carnaval, bem como outras datas, fazem parte do calendário que o Ministério Público e a Justiça autorizam para a realização de festas públicas (ao ar livre) em São Miguel do Gostoso. Não há, portanto, nenhum risco de os bailes de Carnaval, como acontece todos os anos, serem realizados - a não ser que a Prefeitura não queira realizar esta festa. Há outro equívoco no seu comentário. Dos 11 comentários sobre esta questão (neste post) da festa, não há nenhum desles de autoria de pousadeiros, como você afirma, e apenas um de "nativo". É uma leviandade de sua parte dizer isso. Você desconhece (ou faz de conta que desconhece)que grande parte da população de São Miguel do Gostoso (sugiro que você releia os comentários)discorda das festas feitas em espaço público, com som altíssimo -como foi o de sábado passado, na Praia da Xepa - e fora do calendário determinado pelo Ministério Público e Justiça para que festas populares possam ser realizadas em espaço público (e ao ar livre) em São Miguel do Gostoso. Sugiro que você releia com mais cuidado estes comentários, entre eles o de pessoas que estavam doentes e que, por causa do som altíssimo, não conseguiram dormir.

    ResponderExcluir
  14. Continue Emanoel com o seu brilhante trabalho, se existe Lei é para ser cumprida, você só pensa no melhor para esta cidade, muitas vezes tenho discordado de algum comentário seu, mais na maioria das vezes você está coberto de razão, afinal quem divulgou Gostoso a nível Nacional, ficando conhecido em todo o pais, foram, você, e Leonardo Godoy, mais infelizmente tem pessoas que não sabem disso, no que, você comentou sobre a falta de apoio do poder Público Municipal para algumas melhorias para o nosso Município, é uma verdade, que tem que ser dita mesmo a toda população.
    João Maria

    ResponderExcluir
  15. Francisco Amarante18 de janeiro de 2012 09:46

    O que surpreende neste País de tantos contrastes e diversidades é que a covardia e o desrespeito ao direito alheio são unanimes em todo o Território Nacional.
    Pessoas que se escondem através da alcunha "Anonimo" são os verdadeiros expoentes desta cultura egotrip, de mal gosto e à mercè de interesses escusos.
    Quem não é capaz de se identificar ao dar uma opinião, não é capaz de assumir responsabilidades com a sociedade e município.
    Mostrem a cara, covardes de uma figa!!!

    ResponderExcluir
  16. Só pode ser um bajulador, desses que não aceitam a verdade quando é dita, por pessoas que conhecem da realidade do nosso Município, Doeu hêm, Kákákákákáká haja desespero.
    João Maria

    ResponderExcluir
  17. Creio que você deveria fazer uma pesquisa pra verificar qual a opinião dos gostosenses sobre as festas em espaço publico e a partir daí traçar um perfil de aprovação ou não da população, pois vc expõe a sua mera opinião e como sabemos cada qual tem um ponto de vista diferente, será que vc pode participar desta pesquisa? Eu não sei se vc se encaixa como gostosense já que vc mal morou aqui, mas um detalhe São Miguel do Gostoso não é seu, muito menos dos seus hospedes e sabe quando vc vai proibir os eventos de gostoso? Nunca!

    Maria.

    ResponderExcluir
  18. O nome é irrelevante ao assunto e não faz diferença nemhuma. Vamos nos deter no conteúdo e no que a opinião poderá nos ajudar para melhorarmos nossa cidade. Agora se é um autor de um livro ou tenha uma tese que sirva de referencia. Eu me recuso a ler os nomes, não me interessa. Todos somos iguais, não serão nomes nem titulos que vão nos separar. Aliás, Anônimo me lembra muito a palavra "Povo"
    Desta vez não vou ser Anônimo e vou assinar como:
    do Povo

    ResponderExcluir
  19. Assim como você deu sua opinião sobre as festas o Emanuel deve dar a dele. Será que você não tem interesse próprio com a festas ensurdecedoras? Quem garante? Voce não se preocupa com os os idosos da nossa cidade que não conseguem dormir e passam até mal? Você terá que obedecer as leis. Sou de Gostoso, nativa como dizem por aí, mas respeito todos que moram aqui e não sou melhor do que ninguém. Você falou das razões que o Emanuel tem para criticar as festas. Estamos esperando que você nos fale das suas.
    Maria das Dores

    ResponderExcluir
  20. se pra brigar poe causa de som, pq não se falar das festinhas de sebar? será que não icomoda os ospedes da pousada só alegria? digo pq já paasei uma semana na pousada e vie uma festinha.fora o mal cheiro de cigarro horrivel que subia pelo vento abaixo da pousada.

    ResponderExcluir
  21. Concordo plenamente com a Teresa, as festas no spaço mix, organizada pelo Sebar. Já quase teve morte, e ninguém ver isso, além dos cigarros abusivos Fumados durante toda festa, incomodando quem passa ou mora perto. Mais alem de ser festa dos metidos a ricos, também é amigo de Emanuel Neri, e quando vai ter tais festas até na entrada da recepção da Pousada dele tem cartaz de divulgação. Porque eu já vi.

    Jane P.

    ResponderExcluir