quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Jaime Lerner pensa o tempo todo em idéias para deixar cidades com melhor qualidade de vida


Por Emanuel Neri
O arquiteto e urbanista Jaime Lerner é capaz de passar o dia inteiro martelando a cabeça para achar soluções pelas quais cidades tenham maior mobilidade urbana e seus moradores convivam com uma melhor qualidade de vida. “Tudo que me dá prazer, tudo que me permite uma boa idéia eu procure criar”, afirmou Lerner ao noBalacobaco.
Acompanhado de familiares, Lerner está passando férias em São Miguel do Gostoso. Frequentador assíduo de restaurantes e bares da cidade, tem feito rasgados elogios à qualidade da culinária local. Também tem elogiado o modelo da cidade de oferecer pequenas pousadas – e não grandes hotéis e resorts – para hospedar os turistas.
Segundo Lerner, este modelo de pousadas faz com que o visitante se sinta mais à vontade, sem estar preso a padrões mais rígidos de hotéis e resorts. Para ele, as pousadas –com maior ou menor grau de conforto – se assemelham ao padrão de moradia da população local. Na sua opinião, é isso que dá autenticidade à cidade.
Lerner é considerado o maior urbanista brasileiro. Durante três administrações, ele transformou a fria e burocrática Curitiba, capital do Paraná, (na foto, em uma estação de ônibus de vidro, cilíndrica, que criou), em uma cidade com padrão excelente de urbanidade e de vida. Hoje o modelo urbano da cidade já foi implantado em 120 cidades em todo o mundo.
O BRT (sigla em inglês para Basic Rapid Transit) é um modelo de eficiência e rapidez de trânsito urbano. Seu modelo de cidade envolve três frentes: mobilidade, sustentabilidade e convivência. Mas Lerner, que também foi governador do Paraná por duas gestões, deixou a vida pública. “Deixei de cuidar de uma cidade para cuidar de muitas cidades”, afirmou. 
Aos 74 anos, Lerner tem um lema: “Quem cria nasce todo dia”. E Lerner não para de criar. Uma de suas últimas paixões é um carrinho elétrico, chamado Dock-Dock, com velocidade máxima de apenas 25 km/hora. Segundo ele, o carro é para conviver – ou também conviver? - com a bicicleta e até com o próprio pedestre. Tem 60cm de largura, 1,38m de comprimento e 1,50m de altura.
O Dock-Dock -a montadora francesa Renault já manifestou interesse em fabricá-lo -  é um veículo que não terá dono. É para ser usado de forma compartilhada em estações de ônibus e metrôs de grandes cidades. A pessoa deixa o carro em casa e utiliza o mini carro para se deslocar entre uma estação e outra.Com isso, diminui-se o trânsito das cidades.

7 comentários:

  1. Imagine, Emanuel, se a próxima gestão municipal contratasse um profissional desta magnitude para conduzir o desenvolvimento de São Miguel do Gostoso? Seria fantástico...

    Um abraço!!
    Parabéns pelas matérias sobre o Lerner!

    ResponderExcluir
  2. Reitero minha sugestão anterior no sentido de mostrar ao ilustre JAIME LERNER o caos que é a ocupação do solo urbano nas áreas em expansão de nossa comunidade. Também seria de bom grado lhe mostrar o nosso "PLANO DIRETOR" muita coisa creio eu, ele teria a comentar. E, em se tratando de "um santo de fora" quem sabe não faria milagre ao convencer o Poder Público local a voltar o olhar para a necessidade de que seja implantada uma política de uso e ocupação racional do solo urbano. Do contrário, em breves dias teremos agravados os problemas de acessibilidade já existentes. OTONIEL BARACHO

    ResponderExcluir
  3. Vamos nos mobilizar e fazer chegar aos ouvidos do poder público de nossas insatisfações. Agora Gostoso já tem até um blog para isso!!! Vamos em frente.......

    ResponderExcluir
  4. adoro ele !! UHUUUL !

    ResponderExcluir
  5. Realmente acho o trabalho dele muito bom, Niteroi nunca esteve tão bom. Antes eu demorava 40 minutos de itaipu até o centro de Niteroi, agora chega até 3 horas. Parabéns pelo belíssimo trabalho em Niteroi.

    ResponderExcluir
  6. A placa a qual o povo de Sao Miguel se refere "aqui se faz gostoso" de abandonada e com o seu nome ja desaparecendo... dou gracas a Deus que isso esteja acontecendo pois o slogan parece mais chamndo as pessoas para fazer sexo "aqui se faz gostoso" faltou so colocarem a palavra sexo! mais e logico que qualquer pessoa inteligente sub entende que e isso. O que mais se faria de gostoso em Sao Miguel? banho de mar nao se faz gostoso se toma gostoso, comer? Nao se faz gostoso se come gostoso! Entao repito, a unica coisa que se faz gostoso e sexo! Achei simplesmente horrivel o lema aqui se faz "sexo" gostoso e a populacao estar incentivando o turismo atravez do sexo. Nota O para quem fez esse slogan. Tem muito mais para se fazer em Sao Miguel do que sexo!!!

    ResponderExcluir
  7. Se a frase e aqui se faz gostoso so pode ser sexo mesmo e nao outra coisa a se fazer gostoso. Por que nao "aqui e Gostoso mesmo" ou Gostoso e aqui em Sao Miguel" Agora esta mais claro do que agua que a placa chama o sexo sim!!! mais gracas a Deus com esses mega resorts que estao sendo construidos a placa vai mudar por que neninguem que sexo em Sao Miguel e sim saber apenas que la e gostoso mesmo!!! Gostoso e o banho de mar, Gostoso e o peixe que se come por la agora "aqui se faz gostoso" e so sexo.

    ResponderExcluir