domingo, 1 de janeiro de 2012

Empresário português, que vive em São Miguel do Gostoso, ataca e fere gravemente turista em festa

Por Emanuel Neri
Todos nós estamos acostumados a histórias que envolvem casos de violência. Mas quando estes fatos ocorrem com pessoas próximas e queridas, o impacto emocional é enorme. Na noite da última quinta-feira (29), ocorreu um fato extremamente violento, em um bar de São Miguel do Gostoso, que espantou a todos na cidade.
Um turista de São Paulo, nosso amigo, estava no Spaço Mix, onde havia uma festa de despedida de final de ano. Já no final da festa, sentou-se em uma mureta e ficou conversando com um casal. Sem que ninguém esperasse, o marido – um português que tem restaurante e vive na cidade – atacou violentamente o turista paulista.
O ataque, segundo testemunhas, foi provocado por um surto de ciúme do marido, que estava embriagado. Ele atacou covardemente o turista com um copo - ou garrafa-, provocando grave ferimento na altura da garganta. O turista foi levado para um hospital de Natal, foi atendido em situação de emergência, e felizmente está bem.
A pergunta que se faz é o que leva um cidadão a ter uma reação de extrema violência como esta. Seguramente trata-se de um caso patológico - algum tipo de doença que desequilibra a sua mente. Mas tem também o elemento perversidade, de extrema crueldade, que leva pessoas a quererem acabar com a vida de outro.
O que houve no Spaço Mix foi uma tentativa de homicídio. Este agressor, que toda a comunidade de São Miguel do Gostoso conhece, é um elemento que representa altíssimo perigo para a comunidade. Para evitar novas vítimas de reações deste tipo,  é preciso que a comunidade crie mecanismos de defesa, podendo excluí-lo socialmente do seu convívio.
A polícia deve investigar este caso de forma exemplar. Este crime deve ser punido com rigor. O agressor, que também se feriu gravemente – o copo ou garrafa que ele usou na agressão – quebrou na sua mão e ele sofreu cortes profundos no pulso e na mão, deve ser preso tão logo se recupere de seus ferimentos.
Tanto a vítima da agressão como o Spaço Mix não vão deixar este caso impune. A polícia de São Miguel do Gostoso deu um exemplo de correção, ao escoltar o agressor até um hospital de Natal, onde ele foi medicado. Não o prendeu porque seu estado de saúde inspirava cuidados. Mas agora ele vai responder a processo policial.
Além do processo criminal e da penalização legal – que agora cabe à polícia e ao Ministério Público -, a comunidade de São Miguel do Gostoso tem que criar seus mecanismos de defesa para saber que tipo de cidadão, que não é da cidade, será ou não bem-vindo ao convívio social. Elementos perigosos como este causam problemas a São Miguel do Gostoso.
Gente como este agressor representa altíssimo risco para o convívio social com quem é extremante ordeira e hospitaleira como é a população de São Miguel do Gostoso. Embora isso dependa de questões jurídicas, talvez seja o caso de, encerrado o processo e o agressor punido, o Ministério Público pensar na possibilidade de pedir sua extradição para Portugal.
Decididamente este cidadão português, que traz a violência na sua índole, não pode continuar convivendo socialmente com a população de São Miguel do Gostoso.

23 comentários:

  1. “...excluído do convivio da sociedade..." Não existe aí um certo extremismo? Sendo assim, vamos excluir do nosso convivio os traficantes e usuarios de drogas que contribuem para o crescimento da violência e o surgimento de diversos crimes nesta que ja foi um pacata cidade... Seria bem mais eficaz

    ResponderExcluir
  2. 'Não à violência' completamente apoiado! Mas a todos os tipos de violência incluindo a verbal. Me parece que o seu texto é bastante tendencionalista. Qual a nacionalidade do agredido mesmo? O senhor nem se preocupou em apurar fatos. Porque afinal "O ataque, segundo testemunhas," foi feito com uma garrafa ou um copo? Fiquei confuso... E o agressor "...não pode continuar morando e convivendo com a população de São Miguel do Gostoso." tem de ser "...excluído do convivio da sociedade..." é assim que em São Miguel se resolvem os problemas? Se excluem pessoas da sua sociedade e se jogam noutra sociedade qualquer que não a sua? O senhor tem feito um bom trabalho pela nossa cidade, mas este é um caso de policia, não compete ao senhor nem a mim.

    Assino anônimo, para não ter a sua sociedade me excluindo da minha sociedade

    ResponderExcluir
  3. Que o agressor parece ser uma pessoa desequilibrada é ponto aceite pelos que já tiveram algum contato. Que isso parece ser consequência de alcoól, ou deste misturado com outras coisas tambem parece ter lógica.
    Medidas a tomar? Aqui não posso concordar consigo com a ideia de "excluir o sujeito do convivio da sociedade" e "Que não pode continuar morando e convivendo com a população de São Miguel".Como vamos fazer isso?
    Existem medidas legais para isso? O Ministério Publico não pode pedir a extraditação para Portugal.Quem pede extradição é o Pais onde o crime foi cometido para que a pena desse crime seja lá cumprida. Talvez o que queria dizer era o MP o expulsar do Brasil depois da condenação e do cumprimento da pena, apesar de me parecer dificil.
    Era bom vivermos num mundo perfeito, mas e como sabe isso é impossivel.
    Outra coisa que não entendi na sua noticia foi de a Policia não o ter prendido " pois o seu estado de saúde inspirava cuidados". Não podia ter ficado no hospital sob prisão?
    JF

    ResponderExcluir
  4. Concordo com vc FC, devemos ser extremistas com tudo o q prejudica a cidade e ao nosso povo! Agora, me parece q ninguem consegue deixar presos estes traficantes, o povo deveria se mobilizar pra expusa-los da cidade, assim como os ladroezinhos tambem, nao acha...

    ResponderExcluir
  5. Nada justifica a Atitude do Português.

    Ele deve ser julgado perante a nossa lei Brasileira, já que concedemos o visto de PERMANÊNCIA no NOSSO país. Quando for condenado, será melhor mesmo que pague sua pena aqui no Brasil, o que eu acho injusto neste caso é ter ainda que pagar a "comida e a dormida" deste sujeito pelo tempo que estiver preso no Brasil.

    A forma de "excluir" como citam no texto, em minha singela visão faz-se no dia-dia, e pronto. Ou vc vai convidar tal "EMPRESÁRIO" para sua festa e confraternizações onde os seus queridos amigos estarão? - Eu não!!

    Após as medidas policiais e ajuizado o processo basta pedir a expulsão por atos nocivos à ordem ou segurança pública de nossa sociedade.

    Em geral, o direito internacional proíbe a expulsão de estrangeiros por motivo privado, permitindo-a apenas em casos de atos nocivos à ordem ou segurança pública.

    Este homem é uma ameaça. Ele Ameaçou a segurança PÚBLICA. Foi o que aconteceu no Spaço Mix, com o SURTO do Português.

    O Spaço Mix é um ótimo restaurante, já fui muitas vezes, sempre muito bem freqüentado, lugar com segurança e pessoas de com alto nível cultural a disposição dos nossos turistas e moradores da nossa cidade.

    A questão é que poderia ter sido em qualquer lugar PÚBLICO !!! Já Pensou acontecer novamente ?

    ONDE SERIA ? NO MERCADO VITAL,
    OU NA PRAÇA EM UM DIA DESTES DAS NOSSAS FESTAS CULTURAIS NA PRAIA DA XEPA,
    OU NA PADARIA AS 17:45 QUANDO VC VAI COMPRAR O PÃOZINHO...

    É por isto que precisa ser dado solução rápida para o fato. Isto inibe qualquer tipo de abuso dos nossos visitantes e moradores. O povo precisa saber, os estrangeiros e turistas também precisam saber: o Brasil é um país com LEIS.

    RESPEITE !

    O agressor tem de pagar na justiça. Tentativa de homicídio que prevê pena de 6 meses a 4 anos. Perda dos direitos de permanência seguida de expulsão.

    ( O que penso ser hj uma pena madura, pois se fosse em outra época, aqui no nordeste isto se resolveria na justiça pelas próprias mãos... Sinto esta força justiceira quando converso com o povo e ouço as suas histórias... é a herança de um povo trabalhador que exige honestidade na palavra e nos atos sempre. )

    Com todo este fato, que fique a mensagem positiva neste início do ano 2012:

    Precisamos de PAZ. Precisamos de respeito.
    Precisamos da calma, da união, de um mundo com mais aceitação, sem brigas, sem disseminar aquilo que não é certo ou de má índole ou de energias ruins. Precisamos de amor e coração.
    Precisamos dar mais atenção a vida, precisamos de pausas com a familia. Precisamos entender os nossos filhos e crescer com eles.
    Precisamos dizer não a todas as violências que possamos cometer, mesmo que seja dolorido e mesmo que seja mínima, como não andar de carro na praia... pode machucar alguém, e é fato.

    Faça sua parte. Seja feliz nos seus limites.

    " hay que endurecerse pero sin perder la ternura jamás" Che Guevara

    Feliz ano novo,

    HNY

    ResponderExcluir
  6. A violencia deve fazer-nos refletir todos os momentos e deixar-nos no minimo apofáticos. o que não pode acontecer é simplismente fazersse de conta que ela não existe. Esperemos que a Justiça legal resolva o caso.

    ResponderExcluir
  7. A violencia deve nos deixar sempre perplexo, princialmente porque ela pode surgir de onde menos esperamos...... e de fato, as violencias acontecem com muita frequencia ao nosso redor, o fato é que, com algumas situações passamos a nos acostumar. Este fato, em especial deve nos fazer repensar alguns valores que estam sendo cultivados em nossa sociedade! esperemos que a Justiça Legal acarecie os fatos e solucione-o mais este CASO.

    ResponderExcluir
  8. São Miguel do Gostoso pede PAZ.

    ResponderExcluir
  9. Emanuel..., voce comenta muito a respeito desta briga, mas o que me deixou curiosa foi nao saber o real motivo dela, pois nao ficou claro.
    Silvia

    ResponderExcluir
  10. Jamais passaria férias num local onde o julgamento é feito por um blogueiro.... que coisa feia.... blogs foram criados para expressar o que vc pensa... é particular.... se vc esta usando para comentar a respeito do que acontece socialmente e criminalmente em são miguel.... vc deveria ser pelo menos imparcial.... certo! Um jornalista de São Paulo seria imparcial!!!! que ridículo!!!! pura palhaçada!!!!!!
    Silvia

    ResponderExcluir
  11. Os fatos não foram revelados sobre o porque disso ter acontecido, com certeza nada acontece sem nada tenha existido, tudo deve ser apurado mais só cabe a justiça julgar, e não o blogueiro ou outo anônimo qualquer, sobre e seu convívio aquí em nossa comumidade, dificilmente esse cidadão vai ser excluído, se ele errou que pague pelo que fez, afinal não se trata de nenhum terrorista não, aqui mesmo em Gostoso já vi vários casos iguais a esse, e nem sequer esses cidadãos foram presos.
    Marcos.

    ResponderExcluir
  12. Neste blog quando se diz a verdade muitas vezes o seu comentário não é divulgado, acho que qualquer dia vou soltar panfletos na cidade e muita gente vai achar ruim.
    Marcos

    ResponderExcluir
  13. Neri está mais do que certo de manifestar sua indignação com o fato ocorrido - que eu também compartilho.
    Tomar esse triste episódio ou qualquer outro 'corriqueiro' que vcs descreveram aqui faz do mundo ser o caos que é hoje. Todo mundo pensa que essas coisas já são 'normais' ou impossíveis de serem combatidas, por isso que hoje vivemos sem Paz....muto bem dito, Padre Augusto!!
    E Silvia, minha querida, se vc quer ir pra um lugar onde não há blogueiro....pois bem, mude de planeta, porque na Terra vai ter sempre alguém se manifestando na web!

    ResponderExcluir
  14. Obrigado Emanuel por dar nos este espaço para comentarmos e dizer nossas opiniões. Como nós você também tem o direito de postar a sua opinião. O que enriquece a raça humana é a nossa divergência de opiniões, mas quando a pessoa não tem certeza da sua própria opinião se sente incomodado ou critica a do outro. Como eu tenho a minha formada de nada me incomoda as outras, até gosto de ver como o ser humano pode pensar tão diferente sobre um mesmo assunto e 'que bom !!' Liberdade para todos e para você também Emanuel.
    J.J Seabra

    ResponderExcluir
  15. Esse ataque sofrido pelo turista paulista é de arrepiar. Se outros casos ocorreram sem que os agressores tenham sido punidos, tá mais do que na hora de virar essa mesa e pedir punição das mais severas, sim. Como bem foi falado em algum comentário acima, quem convidaria um sujeito desse para compartilhar do mesmo lugar com sua família e amigos? Seja lá o que tenha feito ou dito esse turista para ser assim agredido não justifica a reação do agressor, seja ele de que nacionalidade, raça ou credo for. Emanuel Neri, um blog é pra manifestar a opinião do blogueiro. O espaço é pessoal e sua opinião também. Quem não quiser ler, que não leia. Nesse espaço você pode ser parcial o quanto quiser, contato que com responsabilidade. O fato é o fato; sua opinião sobre ele é particular. E até onde li, não vi absurdo algum. Meta bronca!

    ResponderExcluir
  16. Meu caro emanuel.... eu moro na maior cidade do Brasil! não venha falar de blogs para mim!!!! o que me deixou muito assustada foi ver que vcs pareciam julgar.... para isso existe justiça! pelo menos aqui!nao sei se estou certa... mas o que parece que aconteceu aí foi: bebida mais bebida mais festa igual a encrenca.... e os seguranças do local onde estavam para evitar este tipo de coisa?
    Silvia

    ResponderExcluir
  17. Que mania de criticar a opinião do blogueiro! Blog foi criado para o blogueiro colocar sua opinião dando espaço à quem o segue para publicar a sua. Difere da dêle? Será respeitada do mesmo jeito. Agora criticar a opinião do outro já envolve mais coisas e me parece mais um problema de quem ataca. Muitas vezes não concordei com o blogueiro, não critiquei nem disse nada. Quem fôr inteligente e ler minha opinião vai logo entender se eu concordo ou não com o tópico. Para colocar sua opinião precisa criticar ou atacar? Vamos criticar menos e sermos mais honestos e convencidos de nossas verdades sem criticar nem ter aprovação dos outros. No fundo nós temos é que convencer ´nós próprios Eu só estou postando minha opinião Senhores, não pensem que de forma alguma estou tentando convecê-los e podem ter certeza que respeiro suas opiniões quaisquer que sejam. Obrigado
    J. Rocha

    ResponderExcluir
  18. Emanuel tive o prazer de te conhecer e sentir o quanto se preocupa com as pessoas, com o social, com um mundo melhor. Acho mesmo que todos tem o direito de expressar sua opinião e Adorei as palavras de JJ Seabra e Nara. E é isso ai meu amigo, continue se manifestando, continue pedindo que os carros não circulem na praia, continue pedindo por um São Miguel do Gostoso, ainda mais Gostoso. Amei os dias que estive ai.
    Gisleine (Gi)

    ResponderExcluir
  19. Emanuel foi o único que teve a coragem de abrir um espaço para o povo falar o que sente em uma cidade de 5 mil habitantes do perimetro urbano. Todo muito se conhece neste lugar. Parabéns Emanuel por sua coragem.

    ResponderExcluir
  20. Acho que para que casos como este não voltem a acontecer, o filtro para turistas extrangeiros deve ser mas refinado pela policia federal, pois ela que é a guardiã do nosso BRASIL, se chega gente deste tipo no nosso país a culpa é de quem os libera sem o minimo de cuidado, estamos a cada ano com a casa mas cheia de gringos fazendo e acontecendo sem a menor fiscalização e com apoio de todo paiz, só porque eles moram em grandes potencias e chegam aqui achando que nosso povo é provinciano e são logo donos, constroem, abem empresas, fazem abuso de crianças, desordem e permanecem aqui sem o menor respeito a nós Brasileiros.Gente isto tem que acabar. Brasil nós somos maiores e melhores.

    Fatima Teixeira

    ResponderExcluir
  21. Carissíma Fatima Teixeira, como gringa a viver em São Miguel do Gostoso, não posso deixar passar o seu comentário sem o comentar. Em primeiro lugar, a policia federal fiscaliza a entrada de estrangeiros no Brasil e acredite que não nos facilita nada a vida, o que eu concordo, aceito e cumpro. Se houver uma queixa contra este português com certeza que a policia federal vai atuar, não tenha dúvidas disso. Porque as leis no Brasil só não funcionam (ou tardam) para brasileiros, porque para gringos são muito bem aplicadas. Em todos os países há sempre quem olhe de lado os estrangeiros, aqui não ía ser diferente, é uma das dificuldades que temos de enfrentar e aceitar. Agora acho que a senhora chegou a um extremismo, os brasileiros não são maiores nem melhores, são iguais. Brasileiros espalhados pelo mundo também fazem muitos estragos. Assaltam, estupram, abusam, matam, destroem e também se acham os melhores. Mas eu não vou julgar todo um povo brasileiro pelos maus exemplos, se assim fosse não haveria europeu que colocasse o pé no Brasil. Como disse Sócrates "Não sou nem ateniense, nem grego, mas sim um cidadão do mundo."

    ResponderExcluir
  22. O comentário dessa Sra. Fatima Teixeira foi sem duvida, um comentário racista e xenófobo (pessoa que tem Aversão a pessoa ou coisas estrangeiras). VERGONHOSO PARA O NOSSO POVO BRASILEIRO!!!

    ResponderExcluir
  23. Francisco Amarante18 de janeiro de 2012 10:03

    Emanuel uma sugestão:

    Não publique mais comentários de pessoas que não tem a coragem de mostrar a cara e se identificar.

    A exemplo deste amigo agredido, você poderá ser vítima de algum destes covardes pelas costas, pois pelo visto em alguns casos a questão é pessoal.

    A polícia deve sim investigar este caso gravíssimo, a começar pela situação legal deste "português" e seus familiares no Brasil, assim como seus antecedentes criminais em Portugal.

    O que ocorreu foi tentativa de homicídio e não briga passional.

    O Brasil é um País sem critérios na aceitação de imigrantes, facilitando que marginais do mundo inteiro venham se esconder por aqui.

    Uma vez condenado, é cumprir a pena e ser extraditado na sequência!

    ResponderExcluir