terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Bugue em alta velocidade apropela "Pitu da Praia", cão mascote dos velejadores de São Miguel do Gostoso

"Pitu da Praia"
Por Emanuel Neri
Vejam o tamanho do perigo que é trafegar com veículos automotivos nas praias urbanas de São Miguel do Gostoso. No final da tarde de ontem (16/1), “Pitu da Praia”, um cachorro labrador que é uma espécie de mascote dos velejadores da Ponta do Santo Cristo, foi atropelado por um bugue que trafegava em altíssima velocidade.
“Pitu da Praia” ficou gravemente ferido e foi levado, às pressas, para uma clínica veterinária, em Natal, onde seria submetido a uma delicada cirurgia na manhã de hoje. O motorista do bugue sequer parou para prestar socorro. O acidente, que já é lamentável por atingir um animal, poderia ser muito pior, se fosse com uma pessoa.
É por causa deste risco de atropelamento que a população de São Miguel do Gostoso se mobilizou em favor da proibição do trânsito na orla urbana da cidade, o que oficialmente está valendo desde o último dia 7 de janeiro. Lei federal proíbe este tipo de trânsito. Cabe ao Poder Público local (Prefeitura) cumprir a lei e criar meios para tirar o tráfego das praias.
O problema é que a Prefeitura não tem feito absolutamente nada para sinalizar e fiscalizar as faixas de praia em que não se pode trafegar. Sem esta fiscalização, a cada dia motoristas irresponsáveis se sentem mais estimulados a continuarem trafegando pelas praias, em alta velocidade, pondo em risco a vida da população.
Um equívoco
“Pitu da Praia” é um cachorro, manso e dócil, que pertence a Remy, que tem guarderia e escola de kitsurfe na Ponta do Santo Cristo. “Pitu da Praia” é tão conhecido que tem até “Facebook”- muita gente o acompanha pela rede social. Remy é também proprietário da Pousada Albergue da Jangada.
No último sábado, o noBalacobaco cometeu um equívoco ao confundir Remy com um outro instrutor, de uma conhecida guarderia/escola que fica na Praia do Cardeiro. Este instrutor, que não era o Remy, embora haja grande semelhança entre os dois, acompanhava – de bugue e falando num rádio - um aluno que, no mar, aprendia kitsurfe.
O instrutor da guarderia da Praia do Cardeiro informou ontem que era ele que dirigia o bugue na praia enquanto dava instruções ao seu aluno. Reconheceu que não devia estar dirigindo na praia, devido ao risco de atropelamentos. É importante que as guarderias/escolas, assim como pousadas e restaurantes, orientem seus clientes a não dirigirem na praia.
Resta agora o drama vivido pelo “Pitu da Praia”. Seus donos e os velejadores que frequentam a Ponta do Santo Cristo estão muito tristes. Apesar da insensibilidade da Prefeitura local, o noBalacobaco vai continuar com a campanha para que não se trafegue mais – com qualquer veiculo, incluindo bugues, caminhonetes, motos e quadriciclos - nas praias.
O noBalacobaco deseja que o “Pitu da Praia’ se recupere e sugere que, a partir de agora, ele seja o símbolo desta campanha que tenta evitar que pessoas, animais, flora e fauna de São Miguel do Gostoso não corram mais o risco de serem atropeladas por motoristas que, irresponsavelmente, continuam dirigindo seus veículos na praia.
Veja, abaixo, o endereço do Facebook do “Pitu da Praia”. Manifeste sua solidariedade ao "Pitu da Praia" e seus donos e participe desta campanha para que este simpático animal seja o símbolo da mobilização para proibir o trânsito nas praias urbanas de São Miguel do Gostoso.


http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002880588638

18 comentários:

  1. Todo mundo esta errado nessa história, Bugueiro, Cão e o dono do cão.!!!! Não desmerecendo por ser um cão, mas graças a Deus que não foi uma pessoa... mas, mas cedo ou mais tarde isso iria acontecer...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa te responder desse jeito, + vc ñ parece ser humano!
      So me fala a culpa do Cão!

      Toda a culpa foi do bugueiro que sabia, que é PROIBIDO trafegar com veiculo automotivo na Praia.

      Mais uma vez DESCULPA!!

      Excluir
  2. Sou o Paolo Migliorini, italiano, dono da escola Dr.Wind na Ponta do Sto.Cristo. Tenho que esclarecer: o instrutor que dirigiu na praia nao foi da minha guarderia, nao è estrangeiro mas 100% brasileiro, e trabalha numa escola 100% brasileira.
    Eu sempre apoiei a proibiçao do transito na orla.
    Cuidado com os preconceitos. Os "gringos" nao sao todos iguais e nem os brasileiros!

    ResponderExcluir
  3. O Pitu da praia é um belo cachorro, que deveria estar sendo conduzido por seu dono de forma segura. Infelizmente aconteceu este acidente e quem deu causa deverá ser responsabilizado. Desejo melhoras ao Pitu da praia e desejo sinceramente que o dono dele seja mais responsável, pois o dócil Pitu da praia já atacou pessoas que caminhavam na orla marítima, chegando a destruir um aparelho eletrônico que um cidadão levava. Agora, pergunto: porque não identificaram o motorista do buggy e levaram o caso à polícia. É preciso não só criticar o Prefeito, mas também fazer o que é certo. Se eu vir alguem dirigindo na praia, basta a mim denunciá-lo. Da mesma forma quando me sinto incomodado com o som de algum carro. Ligo imediatamente pra polícia. Sei bem que o Prefeito tem que disponibilizar meios para conscientizar e fiscalizar os infratores, mas, o que parece é que Emanoel Neri tem uma pinimba com o Prefeito. Sugiro que o blogueiro faça análise, porque pode ser que a origem do estremecimento da relação dele com Miguel Teixeira, tenha natureza psiquiátrica.
    Manoel Dias

    ResponderExcluir
  4. caro emanoel neri o que vc falou nessa materia eu ja esperava quando vi todo mundo na quela carreata eu fiquei feliz mais sei que não ia adiantar muita coisa quem pode fazer acontecer é a prefeitura basta querer placas sinalizações policiais uma ou duas vezes por mês fazia a diferencia massss ... sem prefeitura nada feito mais eu francisca letícia da silva estou guardado todo o trabalho que estacendo feito no balacobaco e apelos e pedindo A DEUS QUE NÃO VENHA A MORRER GENTE PORQUE SE ISSO ACONTECER A PREFEITURA TA ENRASCADA UM ABRAÇO

    ResponderExcluir
  5. Nao è possivel que a populaçao de uma cidade tenha que continuar a merce de motoristas de carros,bugueiros, motoqueiros e me desculpem mas coloco junto a prefeitura e policiais. Me recuso a pensar que nao existe um modo da populaçao se defender deste ABUSO. VERGONHA !

    ResponderExcluir
  6. A Culpa nao é do Cão e nem do Dono!!!

    Mas sim BUGUEIRO!! Que sabia que é, proibido trafegar pelas praias de São Miguel do Gostoso com veiculo Automotivo!!

    DEVEMOS TOMAR ATITUDE E NAO ESPERAR PREFEITURA!!

    ResponderExcluir
  7. Praia não é lugar de cachorro e nem de carro!

    ResponderExcluir
  8. da mesma maneira que o bugguy atropelou o cachorro poderia sim tambem acontecer com uma criança da mesma maneira que deixamos nossos filhos brinca na aréia,pitu um cachorro docio brincava tambem na aréia´,olha onestamente quero dizer que fiquei triste em saber que pitu foi atropelado,tenho moto gostava de anda na praia mais depois dessa tou fora,melhoras pra pitu,agradece katesurfista nativo.

    ResponderExcluir
  9. Alguém viu? alguém sabe quantas pessoas estavam no buggie. Até as coisas se resolverem já falei para os meus filhos que estão proibidos de irem à praia e se eu vir algum turista indo a praia vou falar para ele que não vá a praia porque pode morrer. Vamos todos fazer placas para a praia PERIGO CARROS QUE MATAM NAS PRAIAS DE GOSTOSO

    ResponderExcluir
  10. Se eu fosse uma turista não viria com meus filhos para Gostoso. Se não pode ir à praia nessa cidade fazer o que? levar as crianças ao belo Shopping da cidade ou ao Cinemax? Gostoso você não está com essa bola toda não, assim como você começou a ficar famoso pode voltar a ser um lugar de terra de ninguém.

    ResponderExcluir
  11. são miguel vai ficar com uma fama horrível por causa dessas discussões.

    ResponderExcluir
  12. gente será que o bugueiro sabia que estava proibido?

    pq as poucas faixas que tem nas praias ñ chamam a atenção de ninguem.

    como é que o turista vai saber?

    ResponderExcluir
  13. TODOS OS PROBLEMAS TEM SOLUÇÃO , PRAIA NÃO E´LUGAR DE TRAFEGO DE CARRO NEM DE ANIMAIS (POR MAIS DOCIL QUE SEJA !) EU JÁ TIVE UMA EXPERIENCIA COM O DOCIL PITU DA PARAIA QUE QUASE ENFARTO DO MEDO , UMA VEZ ELE VEIO EM VELOCIDADE PRA MIM E EU ESTAGNEI ... OH SUSTO , ATE QUE UM RAPAZ FALOU COM ELE , E EU FIQUEI PARADA ESPERANDO QUE ME RECUPERASSE PRA CONTINUAR ... ENTÃO EVITA-SE ESSES ACONTECIMENTOS DESAGRADAVEIS SE BUGUEIROS , MOTORISTAS , E DONOS DE ANIMAIS TOMAREM UMA POSIÇÃO EM PROL DA SEGURANÇA DOS BANHISTAS , TURISTAS ETC . DESEJO QUE O PITU SE RECUPERE SEM SEQUELAS ...SAUDE PRA ELE E PRA REMI , SAUDE SOCIAL E POLITICA PRA SÃO MIGUEL DO GOSTOSO QUE EU AMO DEMAISSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  14. Por algumas vezes vou com meus cachorros passear na orla marítima. Tenho porém dois cuidados que julgo necessários: meus animais vão a praia seguros pela coleira e levo comigo uma pazinha para coletar seus dejetos e não contaminar a areia. Assim creio está fazendo minha parte para preservar o meio ambiente e a vida de meus "pupilos". Quanto ao PITU DAPRAIA faço votos para que o mesmo se recupere e retorne ao nosso convívio a fim servir de símbolo nesta luta pela conscientização dessa gente recalcitrante que teima em não querer dar cumprimento a uma lei benéfica a todos nós. OTONIEL BARACHO

    ResponderExcluir
  15. Concordo com a pessoa acima. Praia também não é lugar de animais pois acabam deixando sua fezes o que pode trazer danos a saúde além do um animal poder atacar uma pessoa na praia por instinto. Sou louca pelos meus cachorros mas não levo eles à praia por respeito as pessoas. O que não tira a culpa deste covarde que atropelou o cachorro. imaginem a velocidade que ele estava. E não vem me dizer que as pessoas não sabem que não se pode trafegar nas praias. Por acaso alguém já viu calçada em alguma praia do país, ou sinal? ou placa de proibido estacionar? ou alguém já fez prova de direção nas areias? Gostoso não vai perder com essas discussões e sim mostrar que é uma cidade séria pronta para receber qualquer pessoa. Vamos falar sim, botar a boca no trombone. Viva a liberdade de expressão !!

    ResponderExcluir
  16. Ana lúcia Martins18 de janeiro de 2012 22:58

    Oi Boa Noitee!!! gente é tão bom expor os problemas se indentificando, essa história de anônimo não cola, tenha certeza e confiança no que fala! Posso morrer de tudo, menos de vontade. Essa não me leva ném a Pau!!!

    ResponderExcluir
  17. Lugar de cachorro não é na praia, pois também quase fui atacada por esse cachorro dentro d'agua na Ponta de Sto Cristo e por sorte não me mordeu.Desejo boa recuperação para ele, mas animal não é gente e pode atacar mesmo sendo bonzinho.Parabéns a essa senhora que tem educação e leva pazinha para recolher os dejetos do seu "pimpolho",se todos contribuissem dessa forma o mundo seria diferente.

    Josicléia Silva

    ResponderExcluir