terça-feira, 29 de julho de 2014

Na eleição deste ano, pela primeira vez na sua história São Miguel do Gostoso vai ter candidato a deputado



Por Emanuel Neri
O processo eleitoral deste anocom eleição marcada para o dia 5 de outubro -  traz um fato inédito para São Miguel do Gostoso. Pela primeira vez na história do município, o pleito terá um candidato a deputado que é gostosense. Trata-se de José Jubenick Pereira, 28 anos, que atualmente exerce o cargo de vereador.
Jubenick será candidato a deputado estadual na chapa do PT. Ele será o único candidato a deputado estadual da região do Mato Grande, que tem 16 municípios, entre eles São Miguel do Gostoso. Jubenick (foto), que tem uma boa atuação na Câmara Municipal local, tem uma interessante história de superação.
Nascido no Angico Velho, distrito de São Miguel do Gostoso, desde os 12 anos  Jubenick vive é um assentamento rural. Inicialmente, acompanhou a família na ocupação da fazenda Angico Branco. Em 1998, a fazenda foi desapropriada pelo governo federal e se transformou no assentamento Antônio Conselheiro.
Jubenick continua morando em Antônio Conselheiro, que tem mais de mil habitantes. Estudou, concluiu o ensino médio e hoje faz curso superior de  cooperativismo na UFRN. Embora tenha uma boa formação escolar, Jubenick é destas pessoas formadas pela escola da vida. Aprendeu com a luta do dia a dia.
Conta com apoios no Mato Grande, como o da prefeita de Pureza, Maria (PT), além de vereadores de outros municípios e da Cooperativa de Agricultura Familiar da região. Não é uma eleição fácil, mas ele está esperançoso. Em Gostoso, faz dobradinha com Valmir Alves (ex-Incra), candidato a deputado federal.
O candidato a deputado pelo PT de São Miguel do Gostoso – cujo número para votação é 13131 – faz parte da coligação que tem o vice-governador Robson Faria (PSD) como candidato a governador e a deputada federal Fátima Bezerra (PT), mais votada no RN para a Câmara, que concorre ao Senado.
Esta coligação faz oposição à chapa do presidente da Câmara Federal, Henrique Alves, que concorre ao governo estadual pelo PMDB, e Wilma Faria (PSB), que é candidata ao Senado. Neste cenário, pesquisas indicam favoritismo de Henrique Alves, mas a eleição para o Senado está muito equilibrada.
Com o início da campanha de TV, no próximo dia 19 de agosto, Fátima Bezerra deve crescer nas pesquisas e terá condições de se eleger senadora.
PT entrega cargo na Prefeitura
Devido a estes campos distintos da disputa, envolvendo PMDB e PT, os petistas de São Miguel do Gostoso resolveram sair da administração municipal. Hildemar Peixoto, que é secretario de Agricultura e Pesca, está entregando o cargo à prefeita Fátima Dantas (PMDB), que apoia a chapa liderada por Henrique Alves.
Para São Miguel do Gostoso e a região do Mato Grande, seria muito importante contar com um deputado na Assembleia Legislativa do Estado. Ele representaria os 16 municípios locais – em especial de São Miguel do Gostoso, sua cidade – em iniciativas e apresentação de projetos para beneficiar a região.
Abaixo, link para acessar o Facebook de Jubenick Pereira, no qual ele cita suas propostas para atuar na Assembleia Legislativa, caso se eleja deputado.

domingo, 27 de julho de 2014

Trânsito congestiona ruas de São Miguel do Gostoso, mas Prefeitura e polícia prometem disciplinar tráfego

Basta olhar as ruas de São Miguel do Gostoso para ver que, em termos de trânsito, está tudo errado. Carros e motos estacionam em locais proibidos, outros param no meio da rua para que seus condutores conversem com outros motoristas, enquanto muitos veículos estacionam sobre as calçadas, danificando o piso e impedindo que as pessoas trafeguem por ali.
Até agora a Prefeitura ainda não conseguiu pôr ordem no trânsito da cidade. A avenida dos Arrecifes, principalmente no trecho entre o supermercado Vital e a avenida dos Dourados, é o trecho mais problemático. Por ali, dependendo da hora e do dia da semana, é praticamente impossível trafegar. Carros ficam estacionados dos dois lados, afunilando todo o trânsito.
A situação se agrava nos finais de semana e na segunda-feira, que é o dia da feira da cidade. Na sexta e no sábado à noite, é praticamente impossível passar por aquele trecho. Carros e motos estacionam dos dois lados da avenida dos Arrecifes - alguns deles param em cima das calçadas. A situação se complica se houver culto, na rua, na Igreja Assembléia de Deus.
A Prefeitura tem tomado algumas iniciativas para disciplinar o trânsito da cidade. Colocou placas proibindo o estacionamento no trecho mais complicado da avenida dos Arrecifes. Mas ninguém tem respeitado a determinação. Para que os motoristas respeitem a proibição, tem que haver punição aos motoristas infratores. Sem isso, ninguém respeita a proibição.
A Prefeitura acertou com o comando da Secretaria de Segurança Pública que a Polícia Rodoviária virá alguns dias a São Miguel do Gostoso para disciplinar o trânsito. Houve algumas visitas deste policiamento à cidade, mas os efeitos ainda são poucos. Falta uma ação mais organizada para que os motoristas respeitem a orientação e não estacionem em áreas proibidas.
Tráfego de ambulâncias
O problema do trânsito em São Miguel do Gostoso tem vários agravantes. O principal posto de saúde da cidade fica na avenida dos Arrecifes e está localizado exatamente na área mais movimentada daquela via. Se houver uma situação de emergência, com ambulâncias tendo que transportar doentes, a situação pode se complicar com os veículos presos no trânsito.
Há muitos outros problemas com o trânsito de São Miguel do Gostoso que precisam ser resolvidos imediatamente. Muitos carros (vejam esta foto aí de cima) estacionam sobre as calçadas. E isso é um abuso sem tamanho. Carros sobre as calçadas significam pisos quebrados e diminuição dos espaços para os pedestres. Todos perdem com esta falta de respeito.
Veículos têm que ser estacionados em garagens ou em locais apropriados, inclusive nas ruas onde o estacionamento é permitido, mas jamais sobre calçadas. Se as calçadas se quebram com o estacionamento, a Prefeitura ou o proprietário dos imóveis terão que gastar dinheiro para refazê-los. Este tipo de abuso de trânsito tem que ser proibido e punido já pela Prefeitura.
Outro agravante do trânsito da cidade é o tráfego em praias urbanas. O fluxo diminuiu depois que a Prefeitura fechou acessos às praias e pôs placas de proibição. Mas ainda se vê caros e motos trafegando pelas praias. A Polícia Rodoviária também promete aumentar a fiscalização nas praias,  apreendendo carros e punindo motoristas que insistam em trafegar por ali.
Também é problema o trânsito de motos em alta velocidade, muitas delas conduzidas por motoristas  sem habilitação e por menores. É grande o número de motos que têm seus canos de escape alterados para provocar mais barulho, o que é proibido pelas leis de trânsito. A polícia tem feito algumas apreensões destas motos, mas o problemas persiste. O cerco precisa ser ampliado.
Como toda cidade que cresce, São Miguel do Gostoso precisa tomar medidas para disciplinar seu trânsito. Se isso não ocorrer, a cidade pode virar uma terra de ninguém, onde impera a desordem e a selvageria. É claro que a população ordeira da cidade não quer isso. Por isso, Prefeitura e Polícia têm que dar as mãos para por ordem e impor disciplina, com urgência, no trânsito da cidade. 


terça-feira, 22 de julho de 2014

Região mais pobre do Brasil, Nordeste aumenta poder aquisitivo e classe média já supera a população pobre



Por Emanuel Neri
O Nordeste brasileiro sempre foi a região mais pobre do país. Era a única região do Brasil em que a população pobre ainda superava as chamadas classes média e alta. Esta situação começou a mudar nos últimos anos e, a partir de 2012, a classe média nordestina cresceu e já está superando a população pobre.
Estes dados vieram à tona nos últimos dias a partir de um estudo feito pela consultoria Plano CDE, que levou em consideração a Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios  (Pnad) do IBGE. Segundo este levantamento, a classe média nordestina, que era 28% em 2001, subiu para 45% em 2012.
Já a camada pobre da população nordestina (chamadas classes D e E), que correspondia a 66% em 2001, despencou para 45% em 2012. A classe alta no Nordeste representa 10% da população. Segundo o mesmo estudo, a tendência é que a classe média nordestina continue crescendo e supere a pobre.
O crescimento da classe média no Nordeste reflete a mesma tendência que ocorreu em outras regiões do país. Entre 2002 e 2004, 32 milhões de brasileiros, que antes pertenciam às classes pobres, ascenderam à classe média – outros 19,3 milhões de brasileiros saíram da pobreza absoluta.
Em todo o Brasil, a classe média já supera os 50% dos quase 200 milhões de brasileiros. E o que houve para que houvesse esta mudança de patamar entre a população pobre e a classe média no Brasil, em especial no Nordeste, região que sempre foi marcada pelas maiores desigualdades no país?
Isso é o que se chama, na linguagem da economia, distribuição de renda - ou aumento da riqueza da população. É a renda de um país sendo distribuída de forma mais equilibrada, de modo a levar os brasileiros a usufruírem de maior renda e, consequentemente, de maior poder de compra e de consumo.
Não é milagre
Certamente esta mudança não cai do céu em forma de um milagre. A mexida no perfil sócio-econômico do brasileiro se deve a ações políticas e econômicas que ocorreram  no Brasil a partir de 2002, mais precisamente com o início do governo Lula (2003/2010) – e com prosseguimento no governo Dilma, em 2011.
Neste período, o salário mínimo e a massa salarial como um todo cresceram sempre acima da inflação. O Brasil também implantou importante política de complementação de renda, como o Bolsa Família, destinada às famílias pobres (foto). O elevado nível de emprego complementou estas mudanças.
Graças a estas políticas de governo federal, o Brasil passou a ser um país de classe média. Nas regiões Sul e Centro-Oeste, por exemplo, a classe média já representa 56% da população, enquanto no Sudeste chega a 54% e no Norte, 46%. O Nordeste, que sempre esteve atrás, agora chega aos 45%.
O Sul é também a região em que tem menos pobres, com apenas 14% da população (30% é classe alta). No Sudeste, há 17% de pobres (29% de ricos), o Centro Oeste também tem 17% de pobres (27% classe alta). Já no Norte há 41% de pobres (13% de ricos), enquanto no Nordeste há 45% de pobres (10% de ricos).
Como saber se uma pessoa é pobre, de classe média ou rica? A resposta é o rendimento das famílias. Uma pessoa de classe média tem renda familiar entre R$ 1 mil e R$ 4 mil. Os ricos (classe alta) têm renda familiar acima de R$ 4.591. Os pobres ganham de R$ 768 a R$ 1064 (classe D) e abaixo de R$ 768 (classe E).
Não há dúvidas de que o perfil econômico da população do Brasil está mudando. Para se perceber isso, basta ver o aumento do poder de compra, a melhoria no consumo das famílias, a compra de bens como eletrodomésticos, automóveis e motos, além do uso mais frequênte do avião como meio de transporte.
É muito positivo que o Brasil continue estimulando o crescimento das camadas pobres da população e abandone de vez o bloco dos países detentores das maiores taxas de desigualdade social – entre pobres e ricos - do mundo.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Pegou mal. Bandas abusam de músicas chulas na festa de emancipação de São Miguel do Gostoso

Por Emanuel Neri
A Prefeitura de São Miguel do Gostoso lembra os passos que uma pessoa dá quando está dançando um bolero: dois passos prá lá e dois prá cá. Neste ritmo, a Prefeitura adota iniciativas interessantes na área da segurança, da saúde, na mobilização da comunidade em torno de práticas esportivas, como é o caso do uso da bicicletas, e inúmeras outras medidas postivas.
Mas ao mesmo tempo pisa na bola em outras medidas. Por exemplo: a festa feita na praia da Xepa para comemorar a emancipação política do município, na quarta-feira à noite, passou dos limites. Primeiro pelo horário do encerramento da festa, por volta das 5h30 da manhã. Depois pelo barulho ensurdecedor com que as bandas se apresentaram. O volume do som foi de arrebentar tímpanos.
Mas o pior de tudo foi o conteúdo das bandas. As músicas tocadas por uma das bandas, a última a se apresentar, formada por mulheres, era absolutamente chulo. Trocadilhos de péssimo gosto eram cantadas por estas moças. E o pior é que o tempo todo, em meio a uma música de conteúdo vulgar e outra, a banda citava o nome da prefeita para agradecer pela apresentação na festa. Pegou mal.
Péssimo exemplo dado pela Prefeitura para uma festa de aniversário de 21 anos de emanicipação que até então estava super bacana. Antes da apresentação das bandas, houve todo um dia de comemorações interessantes. Foram feitas corridas de pedestres, prova ciclística, corrida de jegues, pau de sebo e um bolo de 21 metros para marcar o número de anos de emancipação da cidade.
A programação dos 21 anos de emancipação está sendo quase toda interessante. Na terça-feira (14/7), a cidade recebeu o alto comando da segurança pública do RN, que anunciou uma série de medidas para melhorar a segurança do município. Pontos para a prefeita. À noite, uma pedalada entre Touros e São Miguel do Gostoso foi belíssima, com a participação de quase 200 ciclistas.
A semana toda está marcada por uma programação positiva e interessante. Houve até concurso para testar o conhecimento geral de jovens e crianças. Muitas perguntas sobre o município eram prontamente respondidas pelos jovens. Na tarde da terça, um desfile militar percorreu as ruas da cidade. Uma banda de música da PM, de quase cem componentes, abrilhantou a festa.
Na terça à noite, houve missa campal, na avenida dos Arrecifes, com a presença de autoridades -além da prefeita e vereadores,  o ministro Garibaldi Alves Filho, da Previdência, bem como deputados, estavam presentes. Mais pontos que demonstram o prestígio da prefeita Fátima Dantas. Mas, na sequência da missa, a Prefeitura perdeu o tom ao fazer apresentações de bandas chulas.
É inconcebível que a apresentação de bandas de conteúdo impróprio não passe por um crivo mais criterioso da Prefeitura. Pergunta: quem é o responsável pela contratação destas bandas de absoluto mau gosto? Uma destas bandas chamava-se "Rainhas da Balada". Qualquer Prefeitura com uma maior preocupação com conteúdo chulo de músicas não contratava estas bandas.
O pior é que a apresentação destas bandas quase sempre é acompanhada por crianças. Não pega bem que crianças sejam expostas a conteúdo absolutamente vulgar - que insinua a prática de sexo - que vem sendo apresentado em festas de São Miguel do Gostoso. E o pior de tudo é quando a organização destas festas é da própria Prefeitura, a quem cabe zelar pela educação de jovens e crianças.
Na administração anterior, em uma festa também organizada pela Prefeitura de São Miguel do Gostoso, crianças subiram ao palco para dançar uma música, chamada "Infinca", que insinuava prática sexual. Um horror. O Ministério Público poderia muito bem adotar medidas severas para punir os responsáveis por expor jovens e crianças a este tipo de conteúdo impróprio.
A Prefeitura de São Miguel do Gostoso tem que corrigir estas falhas. Além do conteúdo chulo das músicas da Xepa, na noite da quarta-feira, o volume do som também foi inadequado, bem como o horário do encerramento da festa, já quase pela manhã.  Não se trata de ser contra festas populares da cidade. Mas excessos deste tipo, especialmente os de conteúdo chulo, devem ser combatidos.
É claro que a prefeita Fátima Dantas não pode ser responsabilizada por tudo de ruim que acontece na Prefeitura. Mas se sua gestão não corrigir estas falhas, corre o risco de ficar, em termos administrativos, igual ao jeitinho de dançar bolero: dois passinhos prá frente e dois passinhos  prá trás, sem que a cidade avance muito em termos qualitativos.

 

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Novas medidas vão aumentar a segurança de São Miguel do Gostoso, entre elas posto dos Bombeiros



Por Emanuel Neri
A visita do comando da segurança pública do Rio Grande do Norte a São Miguel do Gostoso, na tarde desta terça-feira (15/7), trouxe mais boas notícias para a cidade.
Além da implantação do Pelotão Turístico de São Miguel do Gostoso – que poderá ter no futuro até 40 homens -, a cidade vai ganhar um posto do Corpo de Bombeiros e uma delegacia móvel da Polícia Civil, já a partir da próxima temporada de verão.
Outra novidade anunciada pelo secretário de Segurança do RN, Eliezer Girão Monteiro Filho, é o envio de motocicletas para integrar a polícia motorizada e um veículo 4 X 4 para fiscalizar e punir motoristas de carros e motos que continuam circulando nas praias urbanas da cidade.
Além do secretário de Segurança, também vieram a São Miguel do Gostoso o comandante da PM no Estado, Francisco Canindé Araújo, o comandante do Corpo de Bombeiros, Eliseu Lisboa, além dos comandantes da PM no Interior e do Batalhão de João Câmara, a quem a PM local está subordinada.
A visita começou às 15h, na sede do Iasnin, na avenida dos Arrecifes, com a presença da prefeita Fátima Dantas (foto, ao lado do secretário), da presidente da Câmara Municipal, Francisca Pinheiro, além de vereadores e lideranças locais. João Ribeiro, presidente do Conselho de Segurança, fez relato sobre a segurança em São Miguel do Gostoso.
O secretário Eliezer Monteiro elogiou a mobilização da população de São Miguel do Gostoso para garantir mais segurança na cidade. Segundo ele, o Conselho de Segurança é um modelo que deve ser seguido por outros municípios do Estado.
Tanto o secretário como outros comandantes da PM elogiaram o empenho da prefeita e da presidente da Câmara para conseguir estruturar melhor a segurança local. A prefeita falou de “dia histórico” para a cidade e a presidente da Câmara se emocionou ao agradecer pelas conquistas que a cidade vem tendo nesta área.
Câmeras e reforço policial
Outra informação dada na reunião foi o comprometimento do secretário de assinar, já na próxima semana, com a prefeita de São Miguel do Gostoso, um termo de cooperação técnica que permita à prefeitura pagar diárias operacionais a policiais que estão em dias de folga, para reforçar o policiamento da cidade.
Isso deve ocorrer pelo menos até o momento em que, com a criação do Pelotão da PM na cidade, o efetivo policial seja aumentado.
Até agora a prefeitura não podia lançar mão destas diárias devido ao fato de não haver autorização firmada para o pagamento a policiais em dias de folga. Para o secretário, a assinatura deste termo de cooperação técnica, entre a Secretaria de Segurança e a prefeitura, resolve este problema.
Outra notícia positiva da reunião foi o recebimento de um carro para a Polícia Civil de São Miguel do Gostoso. O destacamento policial da cidade – que agora vira Pelotão – também recebeu coletes novos à prova de bala. O secretário prometeu ainda se empenhar para conseguir câmeras para aumentar a segurança da cidade.
E mais. O secretário exibiu para os presentes cartazes em que o cidadão pode ajudar a polícia no combate à criminalidade. Um deles é a criação de um sistema de ligação gratuita e anônimo – o número é o 181 – para que a polícia receba informações para investigar crimes. Outro número para denúncias, o 190, é para ocorrências imediatas.
A Secretaria de Segurança também disponibilizou um serviço para que o cidadão possa fazer boletins de ocorrência via internet sem ter que comparecer às delegacias. Para isso, deve-se acionar o site www.defesasocialrn.gov.br e registrar as queixas envolvendo qualquer tipo de ocorrência policial.
Elogio á ação da PM
Responsável pelo policiamento militar em São Miguel do Gostoso, o tenente Frank Wolczak foi elogiado por sua ação no combate à criminalidade da cidade. A prefeita, a presidente da Câmara e o presidente do Conselho de Segurança disseram que focos de criminalidade foram combatidos com êxito a partir da ação enérgica de Wolczak.
A visita do alto comando da segurança pública do RN a São Miguel do Gostoso fez parte dos festejos de 21 anos de emancipação política do município. À partir das 14h de hoje, haverá desfile militar pelas ruas da cidade. Durante todo o dia haverá provas esportivas, entre elas corridas e prova de velocidade ciclística.