quinta-feira, 14 de junho de 2018

São Miguel do Gostoso se reúne com comando da PM e consegue ações para dar maior segurança à cidade


Por Emanuel Neri
São Miguel do Gostoso deu um passo importante na tentativa de preparar a cidade para enfrentar a onda de criminalidade que ameaçava roubar a tranquilidade da população e do turismo local.
Nesta quarta-feira (13/6), reunião de autoridades do comando da Segurança Pública do Rio Grande do Norte, na Câmara Municipal, definiu alguns pontos que poderão, a partir de agora, “blindar” e dar mais segurança para quem mora ou visita a cidade. A reunião foi coordenada pelo Conselho de Segurança da cidade, presidido por Francisca Pinheiro (Nenê de Lala).
A seguir, alguns pontos definidos nesta reunião:
1)São Miguel do Gostoso vai ser integrada ao Ciosp, sistema de câmeras que monitoram e ajudam a esclarecer ações criminais, inclusive com identificação de seus autores. Todas as câmeras da cidade – de pousadas, restaurantes e residências – serão interligadas ao sistema Ciosp, com central em Natal,acompanhado 24 horas por dia por policiais (foto acima). Câmeras em setores públicos e empresarias de Natal já são integradas a este sistema.
2)O Ciosp terá uma central em São Miguel do Gostoso, que funcionará em prédio cedido pela Prefeitura e terá acompanhamento de funcionários municipais. O sistema funcionará integrado com a central do Ciosp, em Natal. Qualquer movimentação estranha detectada por estas câmeras será imediatamente informada à polícia para que sejam adotadas providencias.
3)Nesta mesma central do Ciosp de São Miguel do Gostoso, na avenida dos Arrecifes, próximo à entrada da praia da Xepa, funcionará o atendimento de denúncias pelo telefone 190. Qualquer cidadão pode ligar para este número e fazer denúncias para que a polícia se desloque para o local da ocorrência. O mesmo número também serve para denúncias anônimas que possam auxiliar a polícia na investigação de crimes. O autor da denúncia não é identificado.
4)A Polícia Civil vai aumentar os dias para que cidadãos de São Miguel do Gostoso possam fazer Boletins de Ocorrências (BOs) sobre fatos criminais. Até agora, um agente da Polícia Civil atende na cidade, às terças e quintas, todas as semanas. A partir de agora, este serviço também deve ser prestado às segundas, pela manhã. É importante que a população faça estes registros  para que a polícia faça investigações para prender responsáveis por crimes.
5)O destacamento da PM em São Miguel do Gostoso receberá rádios digitais para se comunicar com o comando do policiamento de cidades próximas, como Touros e João Câmara, em caso de pedidos de reforço policial e de informações sobre ocorrências criminais na cidade. Até agora, esta comunicação era feita por celulares, que só funcionam em áreas em que há sinais de telefonia móvel. Com rádios, este comunicação passa a ser imediata.
6)Reforço de mais três policiais por dia para o efetivo de São Miguel do Gostoso. Os três novos policiais se juntarão aos 11 que já fazem parte do destacamento local. Os novos policiais estão dando plantão, todas os dias, na praia do Tourinhos, onde tem havido ocorrências criminais, inclusive assalto à mão armada. Estes policiais ficam em Tourinhos até o final da tarde, quando é grande o número de turistas que vai àquela praia para ver o pôr do sol.
Todas estas melhorias no esquema de segurança haviam sido prometidas há uma semana, em reunião do prefeito Renato de Doquinha, acompanhado do Conselho de Segurança e de diretores da AEGostoso, com o comando da Secretaria de Segurança do RN, em Natal. De todas as promessas feitas naquele dia, a única não cumprida foi a vinda de um oficial para comandar o policiamento da cidade.
O destacamento policial de São Miguel do Gostoso é comandado pelo sargento Lamberto. Mas a própria cúpula da PM havia prometido trazer um oficial (falou até em um capitão que está atualmente em João Câmara) para comandar o policiamento local. O coronel Arcanjo, um dos comandantes da PM, prometeu um policial de maior graduação(tenente ou capitão) para dirigir o policiamento da cidade. Mas esta promessa infelizmente não foi cumprida.
Francisca Pinheiro, a Nenê de Lala, que preside o Conselho de Segurança da cidade, e Virna Vianello, presidente da AEGostoso, prometem reforçar o pedido ao comando da PM e à Secretaria de Segurança para que um oficial,  como foi prometido, seja indicado para dirigir o policiamento local.
Na próxima terça-feira (dia 19), o comando da PM voltará a São Miguel do Gostoso, para dar início às melhorias prometidas, entre elas a integração de câmeras ao Ciosp e a implantação de rádios digitais, para viabilizar maior segurança na cidade. A reunião está marcada para 9h, na Câmara Municipal.  
É muito importante que a população local, junto com empresários do turismo, participem desta reunião para reforçar o pedido por maior segurança para São Miguel do Gostoso. Somente a mobilização da comunidade local será capaz de comprometer as autoridades do RN para dotar a cidade com esquema de segurança mais eficiente.

quinta-feira, 31 de maio de 2018

O que está por trás da greve dos caminhoneiros que abalou o país e da política de preços de combustíveis



Por Emanuel Neri
O que dizer a mais de uma greve que paralisou o país, causou prejuízos de bilhões de reais e afetou duramente a população brasileira, indistintamente, em todo o território nacional?
A greve dos caminhoneiros, que só agora dá sinais de que está sendo dissipada, causou colapso sem precedentes no abastecimento do país. Além da falta de combustível nos postos, supermercados e farmácias também ficaram com parte de suas prateleiras vazias. Faltou quase tudo no país.
São Miguel do Gostoso não ficou de fora deste estrago. A cidade ficou sem combustível, sem gás de cozinha e até sem garrafões de água mineral.  Na sexta (25/5), motoristas de taxis e vans bloquearam a entrada da cidade.
O turismo local, que já enfrentava problemas com a baixa estação, também sofreu impacto com o desabastecimento. Por falta de combustível, muitos turistas cancelaram suas reservas para este feriado de 31 de maio.
E quem foi responsável para que esta greve causasse tanto estrago?
Analistas responsabilizam o governo de Michel Temer (MDB). Sem respaldo da população (rejeição de mais de 80% dos brasileiros), o presidente (foto acima) não teve habilidade nem força política para negociar com os grevistas. Acabou cedendo, reduzindo o preço do diesel, mas os grevistas continuaram parados.
Sinais, mais que evidentes, de fragilidade política do atual presidente da República.
Mas também é fato que a política do preço do combustível, controlado pelo governo federal, pôs fogo nesta fogueira da crise dos caminhoneiros. São espantosos os números sobre a atual política de reajuste dos preços do combustível do atual  governo. Somente o diesel subiu 12,3% neste mês de maio de 2018.
Nunca os preços do diesel – como também o da gasolina, do gás de cozinha e de outros derivados do petróleo – estiveram tão altos, em toda a história do Brasil.
E é óbvio que tudo isso seria mais que suficiente para acender a bomba que incendiou o país por dez dias, abalou seriamente o governo e causou estragos gigantescos na já debilitada economia do país.
Desde que assumiu o governo, pelo “golpe parlamentar” que tirou Dilma Rousseff da Presidência, em 2016, Temer mudou radicalmente a política da Petrobrás, estatal responsável pela produção e distribuição de combustível no país. A partir de então os reajustes dos preços passaram a ser quase semanais.
Veja estes números. No final do governo Dilma, o litro da gasolina custava em média 2,69 reais; atualmente, o litro esta, em média, quase 5 reais – com a greve alguns postos chegaram a cobrar até R$ 10 por um litro.
A mesma fome de reajustes de Temer ocorreu com o etanol , com o diesel e com o gás de cozinha que, nos últimos dois anos, praticamente dobrou de preço, custando atualmente R$ 70,00 – com a greve foi vendido a até R$ 100.
O governo Temer ignora o fato de a Petrobrás ser uma empresa estatal. Se é estatal, é também uma empresa pública. E se a Petrobrás é pública, necessariamente tem que ter função e responsabilidade públicas. Ou seja, um estatal deve ter lucros, mas também deve ser guiada por uma política voltada para o bem-estar da população.
Não foi isso que aconteceu no governo Temer com a Petrobrás.
O atual governo tratou a Petrobrás como empresa privada e alinhou os reajustes do combustível ao aumento do dólar e do preço internacional do petróleo. O objetivo era aumentar os lucros da Petrobrás, dar lucro a acionistas, valorizá-la no mercado internacional, para, possivelmente, privatizá-la em seguida.
E a consequência desta política é que os preços não pararam de subir. O Brasil é um dos maiores produtores de petróleo. Mas veja o que acontece. Em 2017, importamos 25,4 milhões de barris de gasolina e 82,2 milhões de barris de diesel. No mesmo período, exportamos 326,2 milhões de petróleo bruto.
Vejam a lógica do governo Temer: exportar petróleo bruto, por preço baixo, para ser refinado no exterior, e importar gasolina e diesel, para vender, cara, no Brasil. Isso fez com que as refinarias brasileiras, todas ligadas à Petrobrás, passassem a trabalhar com ociosidade. Em março de 2018, a ociosidade destas refinarias era de 31,9%.
Segundo dados divulgados pelo Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, a política desastrosa do governo com nosso petróleo faz com que o Brasil pague em torno de 730 milhões de dólares anuais pelo refino do seu petróleo bruto no exterior. E este petróleo poderia ser refinado no país.
Isso faz sentido? Claro que não.
A política desastrada de Temer na Petrobras – com o apoio dos partidos que o ajudaram a chegar ao poder, em 2016 – fez com que o Brasil enfrentasse, com a greve dos caminhoneiros, um dos momentos mais críticos de sua história. 
Abaixo, alguns artigos para se entender melhor o que está por trás e as consequências, para os brasileiros, da greve dos caminhoneiros.

sábado, 19 de maio de 2018

Assalto em Tourinhos. Dono de pousada é baleado no braço. São Miguel do Gostoso exige mais segurança



Por Emanuel Neri
Lamentavelmente mais uma ocorrência criminal aconteceu no final da tarde desta sexta-feira (18/5), na Praia do Tourinhos,  São Miguel do Gostoso.
Dois rapazes estrangeiros que estavam em Tourinhos, um deles dono de pousada em São Miguel do Gostoso, foram abordados por dois assaltantes armados que dirigiam uma moto.  Um dos rapazes levou um tiro no braço, próximo ao peito, felizmente sem maior gravidade.
Depois de atirar no rapaz, os dois assaltantes abandonaram a moto e fugiram levando o carro do casal. No veículo, havia duas pranchas de surf e uma cachorrinha de estimação de um dos rapazes. A cachorrinha, chamada Molly, foi levada junto com o carro roubado.
Ao que tudo indica, a mesma dupla que assaltou o casal abordou um motoqueiro, algum tempo depois, na estrada entre Reduto e Tabúa para roubar sua moto. Os dois levaram a moto e deixaram, no local, o veiculo roubado em Tourinhos. Dentro do carro foi encontrada a cachorrinha.
Este blog ainda não conseguiu falar com a polícia. Mas, aparentemente, foi a polícia que recuperou o carro roubado, com a cachorrinha no interior do veículo.
O rapaz ferido no braço foi atendido no posto de saúde de São Miguel do Gostoso. Ali, mesmo verificando-se que não havia maior gravidade no ferimento, recomendou-se que ele fosse levado a Natal para exames mais apurados.
É  muito triste o que ocorreu nesta sexta-feira, em Tourinhos. Aquela praia tem um pôr do sol que talvez seja um dos mais bonitos do Brasil. E uma das maiores atrações de São Miguel do Gostoso é exatamente aquele belíssimo pôr do sol. Muitos turistas vão diariamente a esta praia, a  6km do centro, apreciar o espetáculo do entardecer.
Como Tourinhos é uma praia afastada do centro urbano de São Miguel do Gostoso, este isolamento fovorece a ação dos assaltantes.
No último final de ano, um assalto também ocorreu em Tourinhos e espalhou pânico em centenas de turistas que estavam naquela praia. O fato trouxe grande repercussão na midia nacional e prejudicou enormemente a imagem do turismo de São Miguel do Gostoso. Agora, repete-se fato semelhante.
Este blog lamenta ter que divulgar este tipo de acontecimento. Mas considera importante divulgá-lo até para que as autoridades municipais e estaduais tomem providências para que fatos lamentáveis como este não voltem a acontecer.
Se não forem tomadas providências, o turismo de São Miguel do Gostoso pode ser enormemente prejudicado.
É muito importante que o prefeito local tome providências rápidas para que episódios deste tipo não se repitam. O que deve ser feito?  Primeiro, solicitar providências imediatas junto às autoridades policiais do RN para que ampliem a segurança, com o aumento do efetivo policial em São Miguel do Gostoso.
E por que não pensar na criação de uma Guarda Municipal que ajude na segurança de cidadãos e turistas praias e ruas da cidade?
A AEGostoso, a associação que reúne empresários do turismo e de outras atividades locais, junto com o Conselho de Segurança do município, devem também se aliar ao  prefeito Renato de Doquinha para, todos juntos, traçarem ações imediatas para que o turista e a população local se sintam mais seguros.
Precisamos urgentemente de mais segurança para todos os nossos cidadãos – e para os turistas que visitam a nossa cidade.
São Miguel do Gostoso já é um importante polo turístico do RN e do Nordeste. A atividade turística movimenta a economia local, sendo a maior geradora de renda e de empregos do município. Se não forem tomadas providências, tudo isso sofrerá graves consequências. Ninguém quer vir para uma cidade onde não se sinta seguro.
É de fundamental importância que iniciativas e ações sejam tomadas – e rápidas, para que a população local e seus turistas se sintam seguros. Faça isso, senhor prefeito! Peça reunião de emergência na Secretaria de Segurança do Estado e com o comando estadual da PM. Exija ações para pôr fim a esta crise de insegurança.
São Miguel do Gostoso precisa vencer esta onda de insegurança - e voltar a viver em paz.
E para isso espera que o prefeito local comande esta luta. Cabe ao prefeito exigir que autoridades responsáveis pela segurança estadual, a começar pelo  governador Robinson Farias, tomem providências urgentes para que fatos lamentáveis como o desta sexta-feira não mais se repitam.

sábado, 12 de maio de 2018

Ação militar e rodoviária em São Miguel do Gostoso vai continuar. Policiais querem mais ordem na cidade



Por Emanuel Neri
Você deve ter percebido que, nos últimos dias, várias ações da Polícia Militar têm sido realizadas em São Miguel do Gostoso e Touros, incluindo distritos e regiões vizinhas.
A última operação da PM de São Miguel do Gostoso, em conjunto com o destacamento policial de Touros, a Operação Tiradentes II, foi realizada em ruas e rodovias que dão acesso à cidade,a partir da  madrugada da quinta (10/5) e só foi encerrada as 16h deste sábado (12/5).
Além de veículos, pessoas foram abordadas com o objetivo de prevenir ações criminosas nos dois municípios. Segundo os sargentos Lamberto e Assis, da PM local, o principal objetivo era localizar pessoas portando armas, drogas e suspeitas de crimes como o estouro de caixas eletrônicos nas duas cidades.
A Operação Tiradentes II foi realizada em todo o Rio Grande do Norte por determinação da Secretaria Pública do Estado.  Esta operação foi realizada em todos os municípios do RN  e também em outros Estados (foto).  Em todos, tinha o mesmo objetivo. Passar um pente fino para reduzir a criminalidade no RN.
Além da Operação Tiradentes II, outras ações da PM (foto) têm sido realizadas em São Miguel do Gostoso. No último dia 5 de maio, houve uma blitz com a participação do policiamento local e de agentes da Polícia Rodoviária. Além das ruas, esta ação também se estendeu às praias urbanas da cidade.
Nesta ação, foram notificados e liberados 11 veículos, incluindo carros e motos. Além disso, sete motos, por uma série de irregularidade, foram recolhidas ao Detran, em Natal. Foi recolhida uma Carteira de Habilitação. Segundo a polícia, jovens com 12 anos surpreendidos dirigindo veículos.
Dois dias depois, no último dia 7, segunda-feira, foi realizada uma operação do próprio Detran-RN na entrada da cidade. Agentes do Detran vistoriavam documentos de veículos e motoristas que chegavam e saiam da cidade. Sem documentação, alguns veículos foram apreendidos e levados para Natal.
O que estas ações da PM, da Polícia Rodoviária e do Detran significam para São Miguel do Gostoso  e para a população da cidade?
Em primeiro lugar, significa que policiais, incluindo aí militares e rodoviários, vão ampliar seu olhar para São Miguel do Gostoso. E estas ações terão sempre o apoio do Detran, que é o braço do Estado (RN) responsável pela regularização de veículos e de documentação de habilitação de motoristas.
Sempre que ações deste tipo ocorrem em São Miguel do Gostoso há uma gritaria grande por parte de pessoas que condenam ações deste tipo. Para estas pessoas, estas operações acabam apreendendo veículos de pessoas que usam carros e motos para trabalhar. A história não pode ser vista desta forma.
As leis que regem o registro de veículos e a habilitação de motoristas são federais. A lei diz, por exemplo, que para se dirigir veiculo (seja de que tipo for) é necessário ter no mínimo 18 anos e ter a Carteira Nacional de Habilitação, que é liberada pelos Detrans estaduais. Nas não é bem isso o que ocorrer por aqui.
É comum ver em menores em São Miguel do Gostoso dirigindo veículos. Pelas leis do trânsito, isso é considerada infração gravíssima, passível de multa e apreensão do veiculo. Outras pessoas costumam dirigir na cidade sem que a documentação dos seus veículos esteja regularizada e também sem carteira de motorista.
Isso é grave porque, se o motorista não for habilitado para dirigir, pode provocar acidentes graves, inclusive mortes. Então cabe ao Estado – por intermédio de seus órgãos competentes, como polícia e Detran – combater este tipo de abuso. O objetivo desta exigência é dar mais segurança para o cidadão.
Se você defende uma São Miguel do Gostoso com menos riscos, inclusive o de ser atropelado por veículos e motoristas sem habilitação, então não pode ser contra esta ação da polícia. É papel da polícia, seja a militar ou a a rodoviária, zelar pelo bem estar da comunidade, para que ela viva sem problemas. E é isso o que vem ocorrendo com as ações policiais na cidade.
Como qualquer outra cidade que queira ser civilizada, São Miguel do Gostoso também precisa de operações de policiamento e de trânsito, para que possa viver de forma mais tranquila, sem criminalidade e sem acidentes de carros e motos. Por isso, a população local precisa se acostumar a estas ações, sem ficar reclamando.
A Polícia Militar, incluindo a Rodoviária, além de o Detran, informam que novas operações serão feitas em São Miguel do Gostoso. Os dias destas ações serão escolhidos aleatoriamente, para que não se saiba, com antecedência, quando elas serão feitas. Por isso evite ser surpreendido por estas ações.
E para evitar ser surpreendido pela polícia, nestas operações, cabe aos motoristas regularizarem seus veículos e sua documentação, como a Carteira Nacional de Habilitação. Se esta documentação estiver em dia, não haverá nenhum problema para os motoristas e seus veículos. 
Escreva para este blog e manifeste sua opinião sobre estas ações policiais - se você é a favor ou contra a tentativa da polícia de por um pouco mais de ordem nas ruas e no trânsito de São Miguel do Gostoso.