domingo, 2 de setembro de 2012

Candidatos têm que ter proposta especial para desenvolver turismo de São Miguel do Gostoso


Por Emanuel Neri
O turismo é hoje um dos motores do desenvolvimento de São Miguel do Gostoso. Alguma dúvida? A atividade turística na cidade gera renda e empregos. O turismo produz pelo menos 500 empregos diretos e mais de mil indiretos. A cidade tem 6 mil habitantes.
São mais de 50 pousadas, cerca de 50 restaurantes e bares – ou locais onde se pode comer. Transporte, pesca, agricultura e todo o comércio é beneficiado pela atividade turística. A cada ano, cresce mais ainda esta cadeia produtiva.
Olhem em torno de cada um de vocês. Não há praticamente uma única família de São Miguel do Gostoso que não tenha uma ou outra pessoa trabalhando diretamente no turismo local. Dúvidas sobre o beneficio trazido pelo turismo?
Se não há dúvidas, o turismo da cidade precisa ser encarado com a devida atenção dos órgãos públicos. Por exemplo: agora que estamos em ano eleitoral, quais são as propostas dos candidatos para impulsionar o turismo?
O que Fátima Dantas (PMDB) e José Renato propõem em seus programas de governo para consolidar o turismo como uma atividade de maiores e melhores resultados para a cidade? Há uma extensa pauta do setor que precisa ser vista.
Vamos às questões que podem impulsionar nosso turismo. A segurança pública, por exemplo, é fundamental para que a atividade turística prospere. Até agora as iniciativas neste setor tem sido mais do setor privado do que da Prefeitura.
E a coleta de lixo, especialmente na praia?  E a manutenção dos quiosques de praia? E o trânsito nas praias urbanas da cidade, que põe em risco não só a vida dos turistas como da população local de um modo geral?
Tem muito mais o que o futuro governante da cidade pode fazer pelo turismo. Cuidar melhor das praças e ruas, fazer a manutenção da iluminação pública,  preservar o meio ambiente, resgatar a memória e a cultura da cidade.
Mas tem também outras questões que, quando é abordada, o mundo parece que vai desabar. É a questão do disciplinamento do som -de casas de shows, de carros e residências -, que não respeitam os limites razoáveis do ouvido humano?
A questão do som é muito séria em São Miguel do Gostoso. Ninguém é contra as manifestações culturais e populares. É importante que haja festas para que a população se divirta. Mas tem que ser feito com limites de horário e de intensidade de volume do som.
O perfil do turista que vem a São Miguel do Gostoso é a de praticantes de kit e windsurfe, além de pessoas que procuram a cidade para descansar e usufruir da sua exuberante beleza natural, como praias e dunas.
Ninguém que vem a São Miguel do Gostoso quer passar noites em claro por causa de som alto de bar ou de casa de show. Quando isso ocorre, a cidade perde muito. É importante, portanto, que o poder público discipline esta questão.
Se as autoridades locais que serão eleitas agora em outubro – prefeito (a) e vereadores (as) – querem ver o turismo crescendo, têm que cuidar do disciplinamento do som. Se isso não for feito, o turismo vai para o buraco.
Para o turismo, evitar o abuso de som alto é tão importante quanto cuidar da segurança pública, do lixo, das estradas que dão acesso à cidade, do abastecimento de água, da saúde, da educação e do embelezamento da cidade.
A atividade turística de São Miguel do Gostoso é importante e também vota nas eleições. Se os candidatos que disputam as próximas eleições querem conquistar este setor, então têm que apresentar propostas claras para a melhoria do turismo.
Este espaço neste blog está aberto para que os candidatos à eleição de outubro digam o que pretendem fazer para incrementar mais ainda o nosso turismo.
Vejam, abaixo, links com uma série de posts do noBalacobaco que dizem respeito ao desenvolvimento turístico e econômico de São Miguel do Gostoso.

26 comentários:

  1. Conordo plenamente com você, esses ultimos anos a nossa cidade está parada, tudo se acabando foram 8 anos off line, e agora já nos últimos messes estão querendo recuperar o tempo perdido, já estou penssando a alta temporada vai chegar novamente e a cidade está na mesma, espero que a obra da entrada da cidade termine ainda esse ano e do posto de saúde também, e mais importante que chegue logo o dia 7 , pois nào vejo a hora dessas musiquinhas infernal de candidatos pararem. E espero que quem for eleito trabalhe por todos nós, e não fique benefciando só quem o apoio, pois todos nós pagamos imposto ou muito ou pouco mais pagamos.

    Fernanda

    ResponderExcluir
  2. meu cara EMANUEL NERI:
    acredito sim, que as propostas de melhorias publicas da cidade(como algumas que você citou)tem que esta na pauta do candidato a prefeito(a). tem sim, que melhorar vários âmbitos(paisagem/cenário) de são miguel do gostoso, pois alguns deixam a desejar. porém, sou contra quando você fala/explícita que o turismo é ''isso e aquilo p/ são miguel''(quanto quem mais lucra com isso, são vocês ‘donos e propeiétarios de pousadas,restaurantes ,etc.’).
    são miguel hoje passa pelo um processo desenvolvimento continuo, muita gente até comenta:'' há, para uma cidade que só tem 18 anos de emancipação politica,ta bem encaminhada''.Esse desenvolvimento tem sim uma consequência do turismo, que também está crescendo de um modo ascendente.o que eu venho contestar é a questão dos empregos. moradores de são miguel que trabalham em pousadas(como diz o Emanuel,500 pessoas), pergunto a vocês: como andam os seus salários? é de acordo com a carga horaria que vocês trabalham? vocês são bem tratados? Seus direitos são atendidos?
    sim senhores, em são miguel do gostoso 'alguns donos de pousadas' desconhecem uma fase do capitalismo, a terceira fase, onde a principal ideia foi a busca por melhorias sócias,onde influenciaram os horários de trabalhos á melhoria.(diminuiu a carga horaria para 08:00 hs).
    além do trabalho intenso, alguns donos de pousadas(não são todos), não respeitam seus trabalhadores e isso é fato. o povo trabalha por necessidade, não por gostar. o dinheiro que ganham é totalmente desproporcional ao que trabalham. trabalhadores busquem seus direitos, procurem saber o que é 'MAIS-VALIA' (é um modelo econômico onde temos a seguinte ideia: ‘’PRATICA POLITICA E CAPITALISTA, QUANDO UM INDIVIDOU NUNCA SABE O VALOR QUE DEVE GANHAR , É ATÉ DE CERTA FORMAR ‘ESCRAVIZADO E ESPLORADO.’’ KARL MAX). e sobre essas melhorias, não é o povo de são miguel que ira lucrar com isso não, vai ser vocês ‘donos e proprietarios de pousadas’, que querem mandar em gostoso, fazendo da nossa cidade um meio de ganhar dinheiro para vocês.
    Os problemas em que você cita Emanuel, não são problemas tão intensivo da população gostosense, mas sim, problemas que afetam diretamente o seu negocio,afinal você é um dos donos de pousadas. Quem em são miguel reclama(sem ser dono de pousada) de intensidade sonora ou coisa parecida? Que eu saiba,o povo de são miguel adora uma diversão(zuada), até mesmo os turistas(que não são poucos) que vem em vista da nossa maravilhosa cidade. ouve até um abaixo assinado para conter a vontade de seus interesses, vontade essa de barra a festa , quer dizer, a MAIOR FESTA DE SÃO IGUEL DO GOSTOSO: FESTA DO PADROEIRO( e o carnaval tambem). Isso é trazer beneficios a gostoso, querendo restringir a cultura da cidade? O turismo é bom, mas temos que ter cuidado,calma com as mudanças que vem juntamnte com ele. Por que você não relata que o turismo em são miguel tem trazido também quetões maléficas, tais como, o aumento intisivo de drogas na cidade?
    Não irei citar meu sinceros comentarios, pois sei que neste blog, não seria postado(por que lhe convem).
    Só mais uma coisa, aos sr. Proprietarios das pousadas e etc.: desculpe se generalizei em algum momento. cada um tem sua consiência, só falo por que vejo isso em são miguel.( #FATO)
    (sr. Emanuel antes de contesta alguem, olhe primeiro para suas atitudes).
    Obg!

    ResponderExcluir
  3. Emanuel Neri comenta. Ao anônimo aí de cima, que tenta contestar dados sobre o turismo de São Miguel do Gostoso, gostaria de sizer o seguinte:
    1)Não entendo o motivo de determinados leitores deste blog, como o que escreveu acima, se esconderem atrás do anonimato. Não tem nenhum problema em criar coragem e mostrar a cara. Eu mesmo não tenho o menor problema de mostrar minha cara, de ser criticado, até de forma ácida, como fez você acima. A crítica faz parte da vida, em todos os seus significados. Nada contra a crpítica. Agora, seria bem melhor que você não tivesse medo de se esconder por trás do anonimato.
    2)O leitor está equivocado ao dizer que São Miguel do Gostoso passa por um processo de "desenvolvimento contínuo" e que, por causa disso, o turismo também tem se se beneficiado e crescido. É o contrário: foi o turismo que puxou o desenvolvimento de São Miguel do Gostoso. Deu emprego, gerou renda, beneficiou comércio e serviços e atraiu novos investimentos. inclusive de família que -atraídas pelo turismo e a visibilidade local nos mios de comunicação - se instalaram na cidade. A segunda fase de desenvolvimento veio mais recentemente, com as empresas de energia eólica. Bom que estas duas frentes de desenvolvimento se complementem.
    3)Para contestar os 500 empregos diretos citado pelo noBalacobaco, o leitor indaga destes empregados como estão seus salários e se os direitos trabalhistas estão sendo respeitados. Quanto a isso, respondo que a AEGostoso - entidade de empreendores locais, incluindo o turismo - orienta que todos os estabelecimentos e equipamentos turísticos cumpram as leis trabalhistas, registrando todos os empregados e cumprindo todas as regras da legislação, incluindo horas extras. No meu caso, que tenho duas pousadas, estas regras são cumpridas de forma rigorosa. Se tiver duvidas, pergunte aos empregados das minhas pousadas.
    Segue continuação dos argumentos no bloco seguinte:

    ResponderExcluir
  4. Continuação dos argumentos de Emanuel Neri, ao comentário acima:
    4)O senhor anômimo, que sente vergonha ou lhe falta coragem para se identificar, também erra redondamente ao dizer que os proprietários de pousadas querem "mandar" em Gostoso, "fazendo da cidade um meio de ganhar dinheiro", Isso, além de incorreto, é uma pura bobagem. São Miguel do Gostoso é de todos, de quem nasceu na cidade e de quem adotou a cidade para morar ou trabalhar. Este tipo de visão excludente é chamada de "xenofobia", ou seja, sentimentos de pessoas que tem aversão a outras pessoas que vêm de fora. É importante também dizer que é uma visão extremamente preconceituosa. Pelo tipo de raciocínio do sujeito aí de cima, ele quer dizer: São Miguel do Gostoso só tem espaço -ou só deve dar oportunidades de crescimento- para quem nasceu na cidade. É uma idiotice do tamanho do bonde. Caia na real, leitor anônimo, e entenda que, sem o turismo (é, são mesmo os donos de pousadas e restaurantes a quem você se refere)São Miguel do Gostoo não teria dado o pulo que deu em seu desenvolvimento.
    5)A intensidade sonora é sim um problema em São Miguel do Gostoso. Se a cidade quiser se desenvolver em harmonia - e respeitando os direitos do cidadão, turista ou os que moram e nasceram na cidade - tem sim que regulamentar o som abusivo de casas de show, bares e carros, que andam prá cima e prá baixo com caixas de som em altíssimo volume. Como que isso só interesa aos donos de pousadas? Não faz muito tempo, muitas pessoas protestaram, via este blog, de carros de som que estacionam em determinadas áreas da cidade com o volume de suas caixas de som capaz de arrebentar os tímpanos de qualquer ser humano. Uma senhora que reclamou deste barulho disse que seu filho sentiu enorme dor de cabeça depois de ficar alguns minutos em um estabelecimento comercial, onde os carros estavam estacionados. Muitas famílias -e não são só os que vêm de fora - reclamam do som abusivo de shows. Quanto bobagem você fala. Ninguém está contra festas como a do Paroeiro, Carnaval, reveillon e outros fetejos culturais da cidade. O que se quer - e isso faz parte do mundo civilizado - é que o volume do som seja mais moderado, para não prejudicar a saúde das pessoas -e que haja horário determinado (geralmente 3hs da manha) para que estas festas se encerrem. Se o leitor tiver curiosidade, faça uma pesquisa na Internet - pode ser via google - para ver os problemas, alguns deles de ordem neurológica, que o som em volume autíssimo causa nas pessoas.
    6)Outra acusação irresponsável e desprovida de verdade: a de que o turismo "trouxe situações maléficas", como as drogas. Que doideira. As drogas não vêm com o turismo, caro anônimo. Hoje este tipo de problema, principalmente com o uso de crack (que infelizmente já chegou a São Miguel do Gostoso) chega por outros meios. Qualquer cidade brasileira, que explore ou não o turismo, tem programas com drogas. Além disso, droga é uma problema social, que tem que ser enfrentado com abordagens adequadas, seja do ponto de vista de saúde ou político.
    7)Este blog tem contribuído para que o exercício crítico da população de São Miguel do Gostoso se manifeste nese espaço. Um dos focos do noBalacobaco é estimular o pleno exercício da cidadania. Lamentavelmente, tenho que discordar de comentários que, com o intuito de serem críticos, acabam enveredando pelos porões do preconceito e da xebnofobia. Se isso não bastasse, o cidadão/ã aí de cima ainda se esconde, por covardia, atrás do anonimato e não tem coragem de mostrar sua cara.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E sobre Sao Miguel do Inferno Sonoro Político???
      Não tem artigo?

      Excluir
    2. Emanuel Neri responde: Rogério você etá equivocado. Este blog abordou recentemente a questão do barulho excessivo provocado por carros de som de candidatos a prefeito e vereador. Não só criticou este abuso como estimulou o eleitor a reclamar dos candidatos e até a não votar em quem continuasse a fazer barulho. Veja o endereço do post que trata desta questão, publicado no início de agosto: http://nobalacobaco.blogspot.com.br/2012/08/candidatos-de-sao-miguel-do-gostoso.html

      Excluir
  5. É Emanuel, acho que voce tocou na ferida, nosso amigo acima se esquece que deixar o turismo sem investimento na sustentabilidade, e fadar São Miguel a um futuro de desvastação, é facil transferir responsabilidades.

    ResponderExcluir
  6. E o povo que nasceu em são Miguel do Gostoso e vive em Natal ou até em outras cidades do Brasil? quer ser tratado como invasor, forasteiro? sem direito à reclamar. Chato e tudo isso que esse anônimo colocou? Me lembra certas 'revoluções' em que o ' de fora' passa a ser culpado de tudo e indesejado para cobrir beneficios desses que assim pensam. Não vejo diferença em salários ou jornadas de trabalho daqui com outras pousadas em qualquer lugar de nosso Estado. Quem lembra de Gostoso antes dos de fora? Pois eu lembro muito bem. Pobreza e sem emprego. Bem vindos todos a nossa cidade que é de todos que aqui se instalarem por direito.
    João S. Alves

    ResponderExcluir
  7. Senhor Rogério respeita a nossa terra, inferno pode ser tua vida, teus poblemas, teu vício, aqui acima de tudo nós vivemos felizes em São Miguel do Gostoso, sou daqui os pertubados que se arretirem, busquem outras cidades.
    Marcos

    ResponderExcluir
  8. Esta mensagem foi enviada por um leitor anônimo do noBalacobaco. Ocorre que parte do comentário teve que ser cortado por conter insinuações ao pai do candiato José Renato. Veja, abaixo, a parte inicial do comentário, que é crítico a José Renato, mas na qual está excluída a parte que continha ofensas aos seus familiares.
    "Eu quero aqui deixar e meu recado ao povo do nosso Município, quem não lembra que nas outras campanhas tinhamos uma política limpa sem agressões, sem piadas, hoje a coisa mudou, tudo virou o contrário, como é que pode, as pessoas estão sendo enduzidas e convencidas a prática da política suja, tudo isso por simplesmente despreparo do candidato Renato de Doquinha, que quer passar para o povo uma outra imagem de se fazer política, Renato nós vivemos em uma cidade digo Município pequeno, onde todos nós eleitores se conhecemos e nos respeitamos, vamos acabar com isso, nós estamos em pleno século XXI, onde devemos ser fraternos, e todos respeitando os seus adversários políticos quando chegar o período das eleições, que imagem você Renato quer passar para o povo?"

    ResponderExcluir
  9. Senhor Anonimo.... Se eu nao gostasse dessa terra aqui nao viveria.

    Agora, se correto é agredir por meio de carros de som, aí entao posso me curvar diante de vossa cultura....... Mas vou continuar criticando em prol do crescimento organizado e decente.

    ResponderExcluir
  10. Muito se fala na questão do som auto em são miguel, pois bem, vou falar um pouco sobre isso.Concordo que existe um certo exagero do som dos carros, é fato, temos que nos concientizar sobre isso. As festas que acontece nos clubes não afeta tantas pessoas como alguns empresarios dizem, por exemplo, a pousada só alegria e a pousada dos ponteiros são as mais incomodadas com as festas que acontece em são miguel, toda a população sabe muito bem disso. Como uma festa no clube gostoso casa show pode afetar a pousada só alegria e a pousada dos ponteiros? e uma festa la no espaço mix não afeta, como os mesmos proprietarios dessas mesmas pousadas dizem! Outro fato que já ocorre a alguns anos é que muitos proprietarios de pousadas se reunem para impedir o direito da cidade fazer suas festas tradicionais, isso não se faz. Um certo dia um palhaço empresario falou que o carnaval era pra ser no ginásio de esportes, sei que muitos de vcs empresários concorda comigo que isso é uma piada. Sei que perdemos um pouco da nossa cultura por causa de muito de vcs. Chegam com um bom dia, faz algo de bom outro dia, e ai compram um terreno ou uma casa e começa a se sentir os manda chuva da cidade, somos nativos mas não somos bestas nem incapazes de sabermos os nossos direitos. Se muitos moradores da minha cidade fossem com eu, muito de vcs não fariam o que fazem beleza! há, não se alterem ou até mesmo nem liguem pra esse desabafo apenas estou sendo sincero e usufruindo o meu direito de expressão, obg pela oportunidade emanuel, isso é uma crítica construtiva repensem nos seus conceitos.

    ResponderExcluir
  11. Por causa de som alto e carros de som a nossa população ficará surda. Seremos aqueles vôvÔs e vòvòs dizendo ..o Que? não estou ouvindo meu netinho. Pergunte aos otorrinos médicos o que um som alto faz à saúde. Som alto é caso de saúde pública e não de cultura ou gosto. Tem fone de ouvido para quê? Cada um que estoure se ouvido e acabe com a sua saúde mas respeita a saúde do próximo.
    Cilene Souza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GOSTEI MUITO CILENE!!!!,ESTÃO CRIANDO UM MONTE DE FUTUROS SURDOS E PROBLEMÁTICOS COM ESSE SOM ALTISSIMO.


      LOURDES DE SÁ

      Excluir
  12. Vou votar em fafá porque vejo nela a melhor opção a melhor capacitação e inteligência para administrar nosso Município, enquanto do lado do renato não vejo ele com essas condições, é muito fraco, e outra coisa também ele não tem políticos importantes como fafá, que conta com Garibaldi, Fátima Bezerra, Agripino, Henrique Alves, Rosalba, Tomba e João Maia que com certeza estarão disponíveis para ela buscar os recursos necessários junto ao governo da presidente Dilma para o nosso Município.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desses políticos citados só Garibaldi pode dizer que já fez alguma coisa por Gostoso, pois foi através dele que viabilizou-se a melhoria de acesso ao município. O resto só tem conversa, principalmente Tomba e João Maia que não devem nem saber direito onde fica Gostoso. Tomba possui reduto eleitoral em Santa Cruz e João Maia em Jardim de Piranhas e algumas cidades do Seridó. Agora, na hora de gastar os cartuchos, por quais cidades vc acha que eles vão lutar? É bom lembrar que Tomba foi o deputado mais votado em Gostoso, teve cerca de 1.400 votos, e por isso tem obrigação de buscar melhorias para nossa cidade, mas duvido que se empenhe nisso.

      Excluir
  13. Ricado - Touros/RN4 de setembro de 2012 23:22

    Minhas sugestões para os futuros prefeito e vice, Paulo e Fafá...Boa sorte para eles em 2013:

    1) Implantar o projeto "cidade limpa". O apelo de placas e propaganda em São Miguel do Gostoso é muito grande. Para você encontrar alguma coisa é bem difícil. Portanto, é necessário padronizar as entradas/acessos para as praias. A questão da pouição visual precisa ser corrigida e melhorada;

    2) Lixo: Quais os dias que se produz mais lixo nas praias? Sábado, domingo e feriados. Então, mobilizar uma equipe de jovens da escolas municipais, oferecendo uma pequena bolsa de incentivo para que façam o trabalho de conscientização permanente nos locais com maior incidência e pontos críticos. Aumentar o número de coletores, iniciar o projeto de coleta seletiva e mudar o horário dos agentes da limpeza para o período noturno.

    3) Segurança: Implantar o sistema de monitoramento a distância(câmeras de segurança) nas áreas com maior incidência de ocorrências policiais e nas principais vias públicas e comerciais. A sala de segurança seria monitorada por jovens da guarda mirim treinados pela Polícia Militar. Adquirir quadricíclos e implantar e criar a guarda municipal da praia e do turista.

    Tenho muitas coisas a sugerir mas, por enquanto, para enriquecer o início do debate é o suficiente...

    ResponderExcluir
  14. se voce acha isso interessante então vai cuidar de touros!!!
    que é um dos municípios na região que mais se tem trafico de drogas prostituição e lixo nas ruas!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De tudo que postei tenho certeza que o seu comentário foi por umas dessas duas coisas que postei:

      1) "Minhas sugestões para os futuros prefeito e vice, Fafá e Paulo...Boa sorte para eles em 2013:"

      2) "Segurança: Implantar o sistema de monitoramento a distância (câmeras de segurança) nas áreas com maior incidência de ocorrências policiais"

      Tráfico de Drogas, Prostituição e Lixo isso tudo começa a existir quando existem pessoas assim como você: Sem educação, instrução e com falta de amor ao próximo. Eu cuido da cidade fazendo minha parte: Não sendo traficante (nem usuário de drogas, não me prostituindo e não jogando lixo nas ruas...). E para pessoas como você, com falta de capacidade intelectual para sugerir coisas boas para as cidades resta a covardia do anonimato.

      Excluir
  15. SE O POVO FIZER UMA COMPARAÇÃO DO NÍVEL DOS CANDIDATOS, JÁ BASTA PARA SABER QUEM É A MELHOR, FAFÁ SAI MUITO NA FRENTE PORQUE É FORMADA EM TURISMO, E O TURISMO É UMA DAS ÁREAS QUE MAIS TEM AVANÇADO EM NOSSO MUNICÍPIO, ENQUANTO O CANDIDATO RENATO NÃO TEM AS MÍNIMAS CONDIÇÕES DE SER UMREPRESENTANTE DO NOSSO POVO, OLHA GENTE PARA SER PREFEITO, NÃO FICA PRA TODO MUNDO NÃO, TEM QUE SER PESSOAS MUITO INTELIGENTES, MUITAS VEZES MUNICÍPIOS DO NOSSO ESTADO OU PELO BRASIL AFORA, SOFREM POR ELEGEREM POLÍTICOS SEM CAPACIDADE E SEM SABEDORIA, É PRECISO PELO MENOS COLOCAR PESSOAS EDUCADAS PARA NOS REPRESENTAR.

    ResponderExcluir
  16. É verdade capacitação em primeiro lugar, até para vereador é preciso quanto mais para prefeito.

    ResponderExcluir
  17. Poxa Renato divulga teu plano do governo, se tens mesmo isso, quem não gostaria de saber?, afinal o povo cobra isso de todos os políticos, especialmente para quem sai candidato a Prefeito, parece ser complicado para você, mas não é para ninguém, coisa muito simples, porque tanta dificuldade, moradores dizem que você em visitas as casas não sabe nem o que falar, sua prima candidata a vereadora é quem fala, isso é ridículo para quem almeja chegar a tão grandioso cargo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse assunto já passou, mas eu vou explicar: para se registrar uma candidatura um dos critérios é ter o plano de governo registrado na justiça eleitoral, o que acontece é que Emanuel está enganando as pessoas e de certa forma subestimando a inteligência delas. Mas se vc têm dúvidas pode consultar a justiça eleitoral, o plano está disponível para quem quiser ver. E se vc está tão interessado no plano de governo dele, já deveria saber que nos seus comícios e nas suas visitas as casas, ele faz questão de explicar e mostrar suas propostas. Quando a gente está interessado em saber de alguma coisa o certo é procurar, correr atrás, faça isso que vc encontra-rá o plno de governo e aí essa mentira é disfeita.

      Excluir
    2. Emanuel Neri responde: a Maria Ribeiro, que assina o comentário acima, comete um equívoco entre o que seja diretriz e programa de governo. A diretriz é obrigatória a todos os candidatos que concorrem a cargos executivos (prefeito, governador e presidente). A Justiça Eleitoral exige que o candidato apresente a diretriz de seu governo na oficialização da candidatura. A diretriz trata a administração de forma genérica. Por exemplo: a diretriz de determinado candidato é trabalhar pela erradicação do analfabetismo. No caso do programa de governo, que você apresenta para o eleitor (nao necessariamente para a Justiça Eleitoral), você trata de suas propostas para governar de forma específica. Por exemplo: para combater o analfabetismo, pretendo criar, se eleito, 10 escolas para ensinar adultos que não sabem ler e escrever. Entendeu a diferença, Maria Ribeiro? Na proposta de governo, o candiato especifica todas as ações que pretende adotar em sua administração - e as apresenta, publicamente, aos eleitores. Neste sentido,o candidato José Renato apresentou diretriz, não plano de governo. Não se pode confundir uma coisa com a outra - ambas são bem distintas. Então José Renato continua devendo a apresentação de seu plano de governo para os eleitores de São Miguel do Gostoso - tanto aqueles que pretendem votar nele omo com os que não pretendem. O plano de governo serve exatamente para que o eleitor decida votar naquele candidato que promete mais ações que dizem respeito à sua expectativa, na futura administração.

      Excluir
  18. Pelo menos esse plano de governo acho que ele colocou debaixo da cama ou enterrou no seu quintal, eleitor quer escutar o que os candidatos pretendem fazer, o que eles pensam para administrar o seu Município, e o candidato Renato até hoje não mostrou nada, isso quer dizer que ele não tem competência, os boatos é que ele não fala quando chega nas casas das pessoas, e quando diz alguma coisa deixa muito a desejar, muitos Municípios tem levado prejuízos enormes em eleger políticos não capacitados, esperamos que o nosso Município, seja sempre como foi diferente colocando pessoas capacitadas no poder, isso é que faz uma grande administração e o desenvolvimento a cada dia chegar fazendo com que todos tenham melhor qualidade de vida, como tem acontecido aqui no Município de São Miguel do Gostoso.
    Flávio.

    ResponderExcluir
  19. Todos falam, falam, falam, falam. Mas quem está desenvolvendo um projeto turístico adequado para a cidade somos nós. Finalmente o Ministério do Turismo está com um repasse e orçamento voltado para o desenvolvimento urbanístico daqui. Quero é saber se os donos de estabelescimentos hoteleiros vão continuar a fechar os olhos e não procurar investir neste projeto. Caso não ocorra, no próximo ano este planejamento ocorrerá, mas com certas modificações. Duvido que exista qualquer profissional qualificado a fazer tal tarefa. E tenho certeza que da mesma maneira que enxergo qualidades no ambiente de Gostoso para tal planejamento, ENXERGO, SEI e tenho provas, de muitas e muitas outras coisas que podem afastar completamente o turismo daqui. Fatos, comportamentos e políticas enrraizadas na cultura feudal dessa monarquia pós-contemporânea.
    Auschwitz Kapo's Orquestra

    ResponderExcluir