quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Comando da polícia escolhe São Miguel do Gostoso para fazer lançamento da Operação Verão 2014/2015



Por Emanuel Neri
Não se surpreenda se, no dia 13 de dezembro, você acordar com um helicóptero da Polícia Militar fazendo voos rasantes sobre São Miguel do Gostoso.
É que, neste dia, a partir das 10h, na praia da Xepa, haverá o lançamento da Operação Verão (foto) no Litoral Norte. Todo o comando da segurança pública do Rio Grande do Norte – incluindo secretário de Segurança e comandantes da Polícia Militar e da Polícia Civil – estarão presentes.
Também virá a São Miguel do Gostoso grande aparato policial, como viaturas especiais, tropa de choque e integrantes do Corpo de Bombeiros. Até a Banda de Música da PM estará em São Miguel do Gostoso para marcar o lançamento da Operação Verão.
São Miguel do Gostoso mostra prestígio junto ao comando da segurança pública do Estado ao ser escolhida para o lançamento da Operação Verão. O evento dará muita  visibilidade à cidade, pois haverá grande cobertura da mídia regional.
A Operação Verão é o reforço policial feito no litoral do RN durante o período de alta estação, o verão, quando as cidades litorâneas recebem grande número de turistas. Por causa disso, há necessidade de se reforçar o policiamento para garantir a segurança de turistas e habitantes destas cidades.
O comunicado oficial de que o lançamento da Operação Verão 20014/2015 será em São Miguel do Gostoso foi feito na manhã desta quinta-feira, na Secretaria de Segurança Pública do RN. Representantes da prefeitura local e do Conselho de Segurança estavam presentes.
Também estava presente o tenente Frank Wolczack, que comanda o pelotão da PM local. A escolha de São Miguel do Gostoso para o lançamento da Operação Verão se deve muito ao bom relacionamento de Wolczack e da prefeita Fátima Dantas junto à estrutura de Segurança Pública do RN.
O bom trabalho que vem sendo feito em São Miguel do Gostoso pelo Conselho Municipal de Segurança, presidido pelo empresário João Ribeiro, também pesou na escolha da cidade para o lançamento da Operação Verão.
A Polícia Militar do RN conta com nove mil homens. Mas apenas seis mil trabalham em operações policiais – os demais ocupam postos burocráticos ou de segurança de autoridades. Geralmente a Operação Verão aumenta em 20% o efetivo extra do policiamento no litoral potiguar.
Mais policiais
Após a reunião desta quinta-feira na Secretaria da Segurança, São Miguel do Gostoso recebeu outra boa informação para reforçar sua segurança. O comando da Polícia Militar se comprometeu a enviar mais cinco homens para reforçar o policiamento local. Dois deles são especializados em segurança de trânsito.
Estes dois policiais terão papel fundamental nas mudanças de trânsito que serão implantadas a partir das próximas semanas na cidade. A avenida dos Arrecifes, entre o supermercado Vital e a rua dos Dourados, terá apenas uma mão de direção – só será permitida o tráfego de veículos em direção ao centro.
Para quem volta em sentido contrário – direção saída da cidade – terá que pegar a rua do colégio Olímpia Teixeira, onde hoje funciona a feira. Por causa desta alteração, a feira será transferida desta via para a rua dos Dourados – ocupará um único lado, nas imediações da Câmara Municipal.
Outra alteração a ser feita no trânsito da cidade é a proibição de estacionamento na avenida dos Arrecifes –do lado esquerdo em direção ao centro - entre o supermercado Vital e a rua dos Dourados. Estacionamentos de veículos serão permitidos apenas do lado oposto (lado da praia).
Os polícias especializados em trânsito – que pertencem ao Batalhão de Trânsito – vão fiscalizar também o tráfego de motos e veículos dirigidos por menores e em alta velocidade. Outro foco desta fiscalização será o tráfego de veículos e de motos nas praias urbanas da cidade.  

26 comentários:

  1. A feira vai ficar num lado só da rua dos Dourados?e o outro fica pra quem?para as vacas passarem ou para os motoqueiros mostrarem o poder das suas máquinas arrebentando tudo na sua passagem?.Vai ser o caos do mesmo jeito.
    A feira devia ficar onde está que as pessoas já se acostumaram,o que falta é educação pra esse povo.
    Nos ajude Sr Neri que o Sr .escuta o povo que clama e não tem como opinar numa questão tão séria de saúde

    ResponderExcluir
  2. A feira tem que ficar onde está,já que o povo não é ouvido,o Sr Neri que nos ouça;A feira fica no mesmo lugar que o povo já está muito acostumado no lugar em que está.
    Socorro Prefeitura,interceda pelo povo!!!!

    Jucileine de Souza

    ResponderExcluir
  3. Muito bom para nossa cidade e Município, pois quem ganha com isso somos todos nós e melhor ainda é que o Comando de Segurança Pública do nosso Estado está de olho em São Miguel do Gostoso.

    ResponderExcluir
  4. Muito boa a iniciativa! Meus parabéns... Pessoal, parem com essa choradeira de "á o povo está acostumado", nada ver! Temos que conviver com as constantes mudanças, pois são elas quem dá dados estatísticos e nos dá uma visão de como deve ser. Só saberemos se dará certo, mudando. Agora queria deixar um recadinho: Que esses policiais honrem suas fardas no âmbito do bem da sociedade, nossa segurança! Pois alguns, não digo todos, vem mais para namorar do que para trabalhar! E uma, as garotinhas são todas novinhas... Como é que pode, uns profissionais que devem proteger nossas crianças e eles mesmos são quem as pegam. Me desculpem a expressão! Mais essa é a realidade... Mais gostei da parte dos policiais de trânsito, só assim amenizaremos esse probleminha na cidade de os "DE MENORES", verdadeiros IMPRUDENTES...

    ResponderExcluir
  5. Parabens a todos que abraçaram essa causa de uma Gostoso mais segura tanto no transito como na segurança do povo gostosense estou torcendo para que tudo dê certo quanto a mudança da feira peço as pessoas que parem de tanto reclamar tudo isso está sendo feito pra melhoria da nossa cidade e mudanças é normal e faz bem o que desejo é que a policia militar realmente proíba os menores infratores de bagunçar na ruas da nossa cidade e que seja feito justiça aos que sofreram as conseguencias da irresponsabilidade desses garotos inconsequentes peço a senhora prefeita que não abra mão desse compromisso e levante a bandeira da justiça de respeitar a leis nacionais de transito em nosso município e doa a quem doer mas fazer a coisa certa é um dever de qualquer cidadão parabens e boa sorte

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto a Sra. diz porque não terá o cheirinho do peixe e das carnes acompanhado das moscas farejeiras na sua porta,fora o fato de que as pessoas não começarão a gritar na sua porta às 3 da manhã e a Sra bonitinha irá para a feira fresquinha e bem dormida na hora que achar conveniente,.Coloca a feira na sua rua para ver que pimenta nos olhos dos outros.........
      Isso é um desrespeito à condição humana.
      Agora sobre os policiais,alguém já pensou sobre a atitude provocadora que essas meninas têm e como se insinuam aos homens?só podia dar nesse desrespeito também e homem não é de ferro;

      Agora vai punir como no trânsito se a metade deles nem tem documentos e são analfabetos?


      Revoltado com as novas medidas

      Excluir
  6. Que noticia boa!estou feliz com essas novas mudanças espero que realmente seja proibido menores dirigirem em nossa cidade colocando em risco a vida de quem trafega pela cidade devemos mostrar a esses motoqueiros que se acham dono das ruas que quem manda aqui é a lei porque eles ficam rindo das autoridades e tá no hora de provar que quem manda é são as autoridades policiais que querem melhoria pra nossa cidade e o povo agradece

    ResponderExcluir
  7. que maravilha aumentar o policiamento isso ajuda a combater os roubos em nosso minicipio espero que não seja mais uma promessa que fique no papel pois aqui é uma cidade com muitas reuniões e poucas decisões vamos acabar de uma vez com o transito na praia e com esses moleques que dirigem carros e motos em alta velocidade só que eu sou de acordo que seja pego todos que não obedecerem a lei

    ResponderExcluir
  8. Hoje vários alunos da rede municipal de ensino se dirigiram a cidade de João Câmara para fazerem a prova do IFRN e para surpresa deles a prefeitura não forneceu almoço para esse jovens estudantes isso me deixou revoltado que falta de respeito com nossos alunos onde está o direito deles cadê o dinheiro do FUNDEB? que é de uso exclusivo para eles?não é aceitável eu estou certo de que a secretária de educação não sabe o significado da palavra respeito que coisa mais absurda nossos alunos viajarem em hora de almoço e não term direito a comida porque segundo informação não tem dinheiro nos caixas da prefeitura isso não tem fundamento como aqueles que não tem dinheiro para o lanche vão consegui se concentrar para fazerem um prova com fome? que ato desumano senhora Isabel de Matos e Senhora Fátima Dantas? a população está revoltada com esse absurdo isso não é coisa que se faça com nossos jovens antes todos os alunos tinham direito ao almoço no dia dessa prova mas dessa vez a prefeita foi desrespeitosa com nossos filhos e nós não vamos perdoar esse descaso com nossos alunos que estão lutando por uma vaga na escola federal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A impressão que tenho é que, em São Miguel do Gostoso, há uma grande dependência em relação ao poder público. O comentário acima, assinado por Paulo Augusto, é um retrato fiel desta dependência. Aqui em São Miguel do Gostoso, reclama-se de tudo - até do almoço que deveria ter sido providenciado pela Prefeitura para os alunos que foram participar da prova do IFRN, em João Câmara. Não sei quais são as obrigações da Prefeitura e da Secretaria de Educação neste caso. Pôr transporte à disposição dos alunos e servir almoço para cada um deles? Na minha opinião, a questão do almoço já é uma exigência aparentemente descabida. Não acho que a Prefeitura tenha obrigação de servir almoço para cada um destes alunos. Isso me parece que gera uma dependência enorme do poder público. Cada um destes alunos pode muito bem levar dinheiro para almoçar ou fazer um lanche mais simples em João Câmara - da mesma forma que, se eles estivessem em São Miguel do Gostoso, teriam que ter (ou eles ou suas famílias) este tipo de despesa. Por que em João Câmara teria que ser diferente e caberia à Prefeitura bancar também almoço e lanches para os alunos? Agora imaginem uma cidade como Natal ter que pagar almoço para centenas de alunos do município que se deslocam, quase todos os meses, para fazer provas em outras cidades. A comunidade de São Miguel do Gostoso precisa aprender que as despesas da prefeitura são enormes e que este tipo de gasto estoura qualquer tipo de orçamento, principalmente de um município pobre como é São Miguel do Gostoso. A reclamação acima me parece mais que tem origem na oposição local, que aproveita qualquer oportunidade - ou qualquer tipo de situação - para reclamar e criticar a Prefeitura. Esta dependência da população com o poder público tem limites - e me parece que o caso reclamado acima é uma destas situações em que se reclama sem muito sentido. Esta é a opinião deste blog. Este espaço está à disposição da Prefeitura para que ela também se manifeste.

      Excluir
  9. Senhor Emanuel gostaria de deixar claro que não tenho partido politico nem sou da oposiçao e nem voto aqui em sou de Natal e estou morando aqui a 9 meses tenho um filho na rede publica e que foi até a cidade de Joao Camara fazer esse exame para escola federal o fato da minha reclamação é que a maioria desses alunos que foram não tinham dinheiro para comprar lanche ou almoço por seres filhos de pessoas carentes acho que o senhor não tem ideia da situaçao financeira da populaçao mas lhe direi aqui há pessoas que não tem dinheiro nem pra pagar a conta de energia sabe porque ?porque não nascerem filhos de pai rico como voce que talvez nunca tenha passado fome ou ido dormi sem saber o que daria aos filhos no amanhecer se voce pensa que isso aqui acabou está bem enganado tem vizinhos que sofre ainda com a fome pois estão fora do bolsa familia porque não apoiaram sua cunhada isso o senhor devia saber antes de dizer que a prefeitura não tem obrigação de alimentar esses alunos a prefeitura tem obrigaçao sim vem verba pra isso o problema é que usam essas verbas em outros eventos mas devo respeitar sua opinião porem sei que eu estou certa e isso o tempo dirá .fica meu recado .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Sr. Paulo Augusto está errado. Não é obrigação da prefeitura dar almoço para alunos que vão fazer provas do IFRN em João Câmara. A prefeitura disponibiliza transporte, mas não pode pagar almoço - até porque não dispõe de verba para isso. Mais: a verba do Fundeb destina-se a investimentos em educação básica. Esta verba, portanto, não pode ser utilizada para pagar almoço de alunos. Se isso ocorrer, a prefeita/o pode ser acionada por improbidade administrativa - ou seja, pode responder na Justiça por uso ilegal de verba pública para outra finalidade. O leitor também alega que, na administração anterior, o prefeito pagava almoço para estudantes. Está errado fazer isso - a não ser que ele use dinheiro do seu bolso. Além disso, há estilos diferentes de se administrar uma cidade. Há prefeitos que pagam até conta de luz para munícipes que dizem não ter condições de pagar estas despesas. Está errado. É comum, principalmente no Nordeste brasileiro, prefeitos pagarem outras despesas, como colocações de dentaduras e dar dinheiro para compra de de medicamentos. Também está errado. Há remédios que são distribuídos gratuitamente em postos de saúde. Mas o prefeito não pode pagar estas despesas com verbas destinadas a outras finalidades. Tem mais. Este blog não acredita que haja aluno cujas famílias não tenham dinheiro para comprar sequer um lanche para eles comerem no dia da prova do IFRN. Defender isso é demagogia barata. Em São Miguel do Gostoso existe pobreza. Mas nada que impeça um aluno de levar um lanche, por mais simples que seja, para comer no dia da prova. A impressão que se tem é que o Sr. Paulo Augusto reclama por reclamar, sem saber direito do que está falando. O que sustenta sua reclamação é a prática do assistencialismo, que tem que ser combatido em administrações públicas. Prefeitos e governadores tem que atender à população naquilo que é de sua responsabilidade - mas não podem desvirar verbas para cobrir despesas que não são de sua alçada, sob o risco de responder sobre isso na Justiça.

      Excluir
  10. Senhora prefeita será que a senhora ainda não viu os buracos que estão tomando conta das ruas de Gostoso ?faça alguma coisa os turista estão chegando e estao achando tudo isso uma falta de respeito com o povo gostosense mande consertar os buracos nas ruas tá esperando começar as chuvas pra piorar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fora o lixo q toma de conta da ruas...

      Excluir
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  12. Na administração passada tinha almoço todo ano, e era dado do bom e do melhor possivel, tinha dinheiro e tinha dinheiro pra pagar os onibus que transportam os alunos para escola de noite. Como é que com mais impostos sendo pagos por eolicas na cidade e o municipio arrecadando mais agora não tem dinheiro pra nada, tem é algo muito estranho que mudou com essa administração, as prioridades são outras, menos a população. CHIQUINHO.

    ResponderExcluir
  13. sr.emanuel neri. acho q seu blog,deveria ter um link pra agente em vinha,videos de nossa cidade..caro amigo,a cidade esta muito suja,na rua da praia da xepa..o lixo toma de contas da calçada...as ruas cheia de areia..q administraçaõ e essa...pelo amor d deuss..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. gostei..queria mesmo q esse blog. tivesse uma maneira da gente envia videos e fotos,do abandono de nossa cidade...faço isso seu emanoel neri. a populaçaõ agradeçe.

      Excluir
  14. A Prefeitura tem obrigação de dá o transporte, agora a alimentação é diferente. criticar é fácil agora saber da verdade é difícil para algumas pessoas, primeiramente quero dize ao Sr. Paulo Augusto que o dinheiro do Fundeb não pode se pagar alimentação.

    ResponderExcluir
  15. Estranho o dono do blog criticar a dependência da população em relação à prefeitura! Vive elogiando a bolsa família que é uma enorme dependência das pessoas apenas como forma de comprar os votos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma coisa é dependência e assistencialismo, como é o caso de dar almoço para estudantes que vão fazer prova em uma outra cidade. Outra coisa é um programa de complementação de renda e segurança alimentar, como o Bolsa Família. Se o leitor não sabe - ou faz questão de não saber - o Bolsa Família é hoje um modelo de programa social seguido em vários países do mundo. Além disso, seus resultados são importantíssimos. Tirou milhões de pessoas da miséria. Um programa abrangente e importante como o Bolsa Família não tem nada a ver com o assistencialismo defendido por alguns leitores deste blog.

      Excluir
    2. Assistencialismo??? Queria ver se fosse você que tivesse que fazer uma prova e não tivesse o que comer! Podem até achar que a Prefeitura não tem obrigação de fornecer a alimentação dos estudantes nesse caso, mas essa é uma medida que dignifica o esforço pessoal de cada um, pois são estudantes que muitas vezes passam por dificuldades para poderem crescer na vida. É bom lembrar que qualquer reuniãozinha política sempre é acompanhada de uma farta refeição, com direito a tudo do bom e do melhor. Então por que não se pode custear uma alimentação digna aos estudantes?

      Excluir
    3. O leitor aí de cima é mais um dos muitos defensores do assistencialismo que ainda existem no Brasil. Esta é uma prática que tem que ser combatida. Já foi dito aqui e repito. A Prefeitura não tem obrigação de pagar almoço para estudantes que se deslocam para outra cidade para fazerem uma prova - como o ocorrido com alunos que foram a João Câmara fazer uma prova do IFRN. Não há verbas destinadas a isso. As verbas do Fundeb só podem ser aplicadas no desenvolvimento do ensino básico. E elas não podem ser desviadas para outras finalidades, como pagar almoço para quem quer que seja. Não dá para imaginar que uma família, por mais pobre que seja, não ter dinheiro para pagar o lanche (ou almoço simples) de um filho que vá fazer prova em outra cidade. Pergunto: e se este filho ficasse na cidade não ia ter o que comer em casa? Ou neste caso a Prefeitura também teria que pagar almoço do aluno que fica na cidade? Este assistencialismo tem que acabar. Por mais pobre que seja uma família, ela tem no mínimo o Bolsa Família para cobrir as despesas alimentares de filhos e pais. E o valor destinado a estas famílias pelo Bolsa Família é baseado em critérios técnicos suficientes para alimentar uma família. Por este motivo, o Bolsa Família - que é importante, premiado no exterior e que serve de modelo para muitos outros países implantarem planos semelhantes - também é definido como programa de segurança alimentar. Então está na hora de parar com esta choradeira assistencialista de achar que a prefeitura - ou os governos estaduais ou o federal - tem que pagar todas as despesas da população. Esta é uma velha prática que tem mais é que pertencer ao passado. O Brasil se desenvolveu, as pessoas melhoraram de vida e mais de 30 milhões de pessoas saíram da miséria. Basta olhar para a população pobre de São Miguel do Gostoso para perceber que seu padrão de vida melhorou muitos nos últimos anos. Então está na hora de parar também com este lenga-lenga assistencialista que só faz aumentar a dependência que a população tem dos poderes públicos.

      Excluir
  16. 2016 vem aí e muitas coisas serão lembradas pelos alunos das escolas do municipio principalmente a falta de respeito

    ResponderExcluir
  17. Que bom que vamos ter mais segurança, pois São Miguel do Gostoso. Esta virando um caos com relação ao trafico de drogas. Gostaria de uma atenção especial por parte da gestão municipal. Para trabalhos voltados para dependentes químicos, pois esta crescendo muito aqui no município. Na minha rua por exemplo: existem dois Pontos de tráfico, e não vejo nenhuma ação Por parte da policia. Esta na hora da administração chamar a tenção dois policiais que Trabalham aqui, Mesmo segurança sendo dever do estado, não custa nada o município reforçar mais.

    ResponderExcluir
  18. espero que a operação verão não seja mais uma farsa da segurança no municipio de Gostoso eu pensei que haveria muitos policiais aqui mas eu só vejo 3 disseram que era 25 cadê os ouros?

    ResponderExcluir