segunda-feira, 26 de maio de 2014

O "Paredão de Jesus" volta às ruas de São Miguel do Gostoso; culto evangélico abusa do uso de som alto



Por Emanuel Neri
E quando todos imaginavam que evangélicos de São Miguel do Gostoso tivessem adotado métodos mais civilizados, fazendo seus cultos com som moderado e sem incomodar a cidade, eis que a Assembleia de Deus voltou a usar o “Paredão de Jesus” neste domingo (25/5) e arrebentar ouvidos dos moradores da cidade.
“Paredão de Jesus” é como é chamado veículo com dezenas de caixas de som, sempre com volume altíssimo, que sai pelas ruas da cidade ou fica diante de templos evangélicos, reproduzindo os cultos. Neste domingo à tarde, um carro de som retransmitia, em som abusivo, o culto da Assembléia de Deus. A paz da cidade foi para o espaço.
A Assembleia de Deus fica na avenida dos Arrecifes, região central da cidade. Quem mora por perto, não conseguia descansar. O som era tão alto que, em algumas casas, não dava para conversar. Moradores procuraram este jornalista ou enviaram mensagens a este blog, reclamando desta enorme falta de respeito. 
É normal que uma igreja evangélica resolva fazer seus cultos religiosos tirando o sossego da população? E se outras igrejas, como a Católica, resolvesse fazer o mesmo? A vida na cidade ia virar um inferno. Ninguém ia ter paz. O problema é que os evangélicos querem vencer e conquistar adeptos na base do grito.
E a polícia, e a prefeitura – não vão se manifestar? Antes, quando o policiamento da cidade era dirigido pelo subtenente Édson, ele impôs alguma ordem nesta falta de respeito dos evangélicos. Chegou até mesmo a apreender caixas de som e desligar um dos “Paredões de Jesus” que circulavam pela cidade.
Mas agora aparentemente a polícia tem feito muito pouco – e até por isso voltaram os abusos com o som ensurdecedor dos cultos evangélicos. As autoridades locais – e aí incluindo prefeitura, Câmara Municipal e polícia - precisam por ordem nesta bagunça. Ninguém aguenta mais esta falta de respeito.
Há pouco mais de um mês, a promotora da Comarca de Touros se reuniu em São Miguel do Gostoso com o pastor da Assembleia de Deus e com outros evangélicos. Entre eles estava Otoniel Baracho, que encaminhou à Câmara Municipal projeto para disciplinar todo o som da cidade, incluindo o dos evangélicos.
Nesta reunião, Otoniel chegou a dizer que o tal “Paredão de Jesus” era uma afronta à cidade, um verdadeiro “caso de polícia”. Agora, que o desrespeito com os ouvidos alheios voltou a reinar, chegou a hora de providências serem tomadas. E os vereadores da cidade têm uma enorme responsabilidade nesta questão.
Qual é o motivo de o projeto encaminhado por Otoniel Baracho não caminhar? O próprio Otoniel já enviou ofício à Procuradoria do Município pedindo parecer sobre seu projeto. Mas aparentemente tudo continua na estaca zero. São Miguel do Gostoso precisa pressionar a Câmara para que este projeto seja aprovado.
Além de ser um profundo desrespeito à população local, o som estridente e desrespeitoso do “Paredão de Jesus” – como também de motoristas que transformam seus carros em espécies de “trios elétricos” – contribui negativamente para atividade turística de São Miguel do Gosto, principal fonte de renda da cidade.
Com o descontrole do som, principalmente de igrejas evangélicas, o turismo de São Miguel do Gostoso não vai para a frente. E por acaso as igrejas evangélicas vão dar os empregos e a renda que a cidade necessita para continuar crescendo? O disciplinamento é importante, incluindo para carros de publicidade.
No caso dos cultos evangélicos e do “Paredão de Jesus”, estamos diante de um caso de intolerância religiosa. A Constituição brasileira garante a liberdade religiosa e a manifestação de todos os credos (foto), mas não permite a imposição de uma religião sobre as demais. Muito menos uso de som desrespeitoso para conquistar novos adeptos para uma determinada religião.
Em tempo. Além dos evangélicos, em São Miguel do Gostoso, como de resto todo o Nordeste, reina a cultura do som alto. Há residências que ligam seus sistemas de som em volume altíssimo, prejudicando os vizinhos. Por isso é importante que a Câmara Municipal faça andar, já, o projeto de Otoniel Baracho.

32 comentários:

  1. Na semana passada, mensagem enviada por anônimo a este blog fazia pesadas críticas à Prefeitura de São Miguel do Gostoso por costumar enviar pacientes para atendimento em hospital do município de Touros. Este blog procurou a Secretaria de Saúde de São Miguel do Gostoso e recebeu esclarecimentos que atestam a improcedência daquela reclamação.
    Vejam esclarecimento, abaixo, dado por este blog, a este comentário.
    "É importante responder a esta questão, na qual um anônimo (provavelmente alguém ligada a outras administrações municipais) acusa a prefeitura de São Miguel do Gostoso de encaminhar pacientes locais para serem tratados pelo hospital de Touros. Este blog procurou a prefeitura de São Miguel do Gostoso e apurou o seguinte:
    1)De acordo com o Sistema Único de Saúde (SUS), existe uma programação realizada entre municípios, sob a supervisão do Ministério da Saúde, em que se pode encaminhar pacientes necessitando de tratamento especial de um hospital de um município para outro município. Não há, portanto, nada de errado neste procedimento.
    2)Este sistema que permite a transferência de pacientes entre hospitais de municípios chama-se Programação Pactuada Integrada ((PPI). Por meio deste programa, um município cujo hospital fez atendimento especial de um paciente enviado por outro município recebe valores mensais pela cobertura deste atendimento a pacientes de outros municípios.
    3)Como o Posto de Saúde de São Miguel do Gostoso não dispõe de condições para atendimento de algumas especialidades, é permitido por lei que ele envie seus pacientes para tratamento especial em hospitais mais bem equipados de outras cidades. No caso de São Miguel do Gostoso, o paciente pode ser enviado para atendimento em hospitais de Touros, João Câmara, Ceará Mirim ou até mesmo Natal. Mas este atendimento é coberto financeiramente pelo PPI - ou seja, o hospital do município que fez o tratamento é ressarcido pelo atendimento.
    4)Além do PPI, há um protocolo do SAMU - sistema de atendimento à saúde pública - determinando que um hospital mais bem equipado, de um município maior, dê assistência a pacientes enviados por municípios menores, em que seus serviços de emergência em saúde ainda não estão preparados para tratamentos mais complexos.
    5)Então, pelo que está exposto acima, não há problema nenhum problema no fato de São Miguel do Gostoso enviar pacientes necessitando de tratamentos especiais para serem atendidos em hospitais mais bem equipados de municípios maiores, como é o caso de Touros".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo Magalhães27 de maio de 2014 08:17

      Muito bem Emanoel, para um jornalista você está um ótimo moleque de recados!

      Excluir
  2. É verdade já faz algum tempo que os Evangélicos fugiram das suas origens, hoje o que se ver são carros com som muitos altos, e hinos em ritmo de forrós e outros tipos de músicas, discordo ao chamarem os paredões de Jesus, pois ele não gostava disso, agora acho uma grande falta de respeito a todos os moradores da nossa cidade um som tão alto como esse vir pertubar o silêncio e o sono dos nossos moradores principalmente dos que residem mais próximos do local usado por eles, o som é tão forte que não se pode nem conversar com alguém de nossas casas que não dá para escutar ninguém, já pensaram se outras igrejas de nossa cidade também usassem desse artifício para obter adeptos a sua religião, aí ficaria o maior cambalacho possível, acho que algumas pessoas da igreja evangélica deveriam tomar as providências necessárias e acabar com esse som muito alto, porque se alguém acha que com isso vai ganhar ponto está muito enganado.

    ResponderExcluir
  3. Criticar é muito fácil, e certas pessoas criticam mas não tem conhecimento dos fatos, é bom esclarecer mesmo ou melhor dizer a verdade.

    ResponderExcluir
  4. Primeiramente gostaria de saber se a Samu levaria um paciente para um hospital particular em Natal pago pelo plano de saúde do paciente logicamente,se o paciente não morrer no meio do caminho por falta de gasolina.

    Segundo:o paredão de Jesus é um desrespeito a qualquer pessoa ,seja ela da mesma religião ou não,pelo amor de Deus!!!! e aquelas crianças cantando destoadas e berrando é o preámbulo do inferno.Nessa última gritaria só não reparei se passaram das 10 da noite,se alguém souber favor avisar!!!

    Jackeline Artois

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perturbação do sossego alheio não tem limite de hora. Tanto faz se ocorre às 11 da manhã ou às 11 da noite. É desrespeito e passível de punição.

      Excluir
  5. o problema de pacientes irem a touros quando precisam de atendimento especial até se entende porem muitas vezes vão porque não há médicos no posto nem pra receitar uma dipirona em caso de dor ou febre esse deve ser a reclamaçao do leitor que escreveu porque por varias vezes pacientes vao pra touros porque chegam no posto e nao tem medico isso é uma realidade por iso vao a touros e quando chegam lá sempre escutam reclamaçao do medico de plantao pois eles dizem que vao atender mas o posto de Gostoso nao pode deixar faltar medicos em nenhum horário e quem precisa tem que ouvir e ficar calado esse é o constrangimento que o paciente tem que passar quando sai daqui e vai procurar atendimento lá o melhor seria que nunca faltasse medicos porque nem o paciente iria se aborrecer nem o medico iria reclamar e nao precisaria a secretaria de saude dá nenhuma explicaçao o ideal é fazer tudo certo porque aí ninguem reclamaria fica a dica!

    ResponderExcluir
  6. Só esse nome paredão, é melhor não colocar o nome de Jesus em vão, muitos evangélicos estão fugindo de suas origens, espero que todos pensem como antes que não era assim.

    ResponderExcluir
  7. Temos que ter ordem e decência para com as coisas de Deus ( quando nos referimos as coisas do alto ( espirituais ) muitos cristãos criticam condutas mundanas como essa mesma referida da matéria, e acabam por fazer o mesmo e acabam a banalizar a palavra de Deus, e ao invés de atrair acaba por expelir as pessoas que tem vontade de se aproximar...
    Para aqueles Religiosos que não gostares do meu comentário só quero lembrar que Jesus abominava os “Fariseus” que se julgavam o dono da verdade, então com isso espero como Cristão que tenham cuidado ... a paz do Senhor!
    Rodolfo Cavalcante

    ResponderExcluir
  8. paredao pode, mais o spaçomix ta impedido de trabalhar porque encomoda a vizinhansa.. ta otimo essa cidade vai virar o que?? um inferno de crentes. quem viu la a justiça intimando eles porcausa de gente invejosa, eu nem vou muinto la mais quero ter opçao de poder ir e ter o que fazer na cidade que agora ja nao pode mais nada

    ResponderExcluir
  9. Jesus ja esta SURDO de tanta gritaria..
    Um dos males do mundo, motivo de guerra e discórdia chama-se FANATISMO... tudo que é em exagero faz mal.

    ResponderExcluir
  10. O espaço mix incomoda porque funciona durante a noite e isso nao deixa as pessoa dormirem em paz quanto as os crentes eles estao louvando ao senhor embora o som seja muito alto porem nao incomodam durante a noite eu só acho que tem que haver bom censo de ambas as partes e que tudo seja feito pra nao incomodar ninguem

    ResponderExcluir
  11. O espaço mix o som não incomoda, agora o som dos evangélicos não só incomoda grande parte da nossa cidade.

    ResponderExcluir
  12. Sou evangélico e contra ao barulho do paredão e qualquer coisa que incomode, agora não posso me manisfestar na minha igreja porque muitos vem com sete pedras na mão.

    ResponderExcluir
  13. Pq Deus encomoda tanto pq quando era politica a era cheio de carros fazendo festa som alto palanques ate dez horas da noite o povo ouvido uma promessa que nunca ira se realiza por causa de um som vira essa rebeliao gente vamos se ocunpa com outras coisa porfavor

    ResponderExcluir
  14. Dia 07/06/14 o Restaurante Girassol vai explodir os tímpanos da cidade. Se preparem, pois para curtir o som alto, a partir das 22 horas e sabe Deus a que horas vai encerrar, talvez por volta das 4 da manhã. O que o Spaço Mix não pode, no Girassol - Rua das Ostras, tudo pode.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. na rua das ostras nao se pode tudo é bom lembrar que aqui moram pessoas que conhecem seus direitos se houver absurdo por parte de som alto a policia será acionada e quanto ao espaço mix foi muito bom ter parado com o som porque incomodava muito principalmente pra quem acorda cedo pra trabalhar exite outras formas de se manter um restaurante sem precisar ter som alto é só ser criativo e agradar o cliente vejam o exemplo do bar de dedé de tico lá nao tem som alto mas tem um caldo espetacular e atendimento de primeira classe coisa simples muitas vezes é melhor de se aceitar

      Excluir
  15. Cara tu se doi demas visse , emanuel neri , só fala dos evangélicos, tem um paredão na rua dos dourados que é o dia inteiro, porque não reclama também, se pelo menos fosse um som que vinhese fazer com que vc ficasse em adoração a Deus, mas infelizmente é outra o contrário, musicas imorais, que não alimentam em nada? e você sabe disso muito bem, porque é na rua da câmara, e perto da casa de seus familiares.
    Conhece ezequiel (bíblia), sabe da história bíblica , vou resumir, bem diretinho:
    Ezequiel:cap 2 -Vers. 7 – Deus mostra como Ezequiel deveria ser: Falar tudo o que o Senhor mandasse sem se importar se iriam escutar ou não.
    Cap. 6 – Profecia contra os montes de Israel
    O Senhor ordenou que Ezequiel profetizasse para os montes de Israel, os montes eram os lugares em que debaixo da sombra das árvores adoravam outros deuses, a profecia era terrível.
    Vers. 6 – total destruição
    Vers. 8 – Mas Deus deixaria alguns escaparem
    O principal pecado daquele povo era a idolatria
    Daí já da pra ver né, muitas pessoas tem medo de ir pregar nas ruas, porque fulano acha chato, isso e aquilo, mas será que você que diz isso tá certo? Ou você esqueceu ( marcos 16.15-16 ‘’ e disse-lher, ide por todo mundo e pregai o evangelho, a toda criatura, quem crer será salvo, que não crê será condenado’’... se acha que é falta de respeito botar um som na rua, e falar do amor de Deus, mostra a realidade , então não conheceu a verdade.
    Joâo 8.41 ‘’ e jesus dizia pois aos judeus que criam nele: se vós permanecerdes na minha palavra , verdadeiramente sereis meus discípulos.’’
    Você lendo adiante em joão no mesmo capitulo lá no vesiculo 42 ‘’disse-lhe pois jesus: Se Deus fosse vosso pai , certamente me amaríes, porque eu saí , e vim de Deus .... porque não entendes a minha linguagem? Porque não poderdes ouvir minha palavra .... vós tendes por pai o diabo , e quereis satisfazer os desejos do vosso pai ....

    Vocês conhecem a história de Paulo, antigo saulo, ele perseguia os cristão , e o que aconteceu? Simplesmente Deus transformou a vida dele, botou no leito e mostrou quem era Deus.... o que eu quero dizer com isso? Esse paredão já salvou vidas, a palavra de Deus muda vidas, e isso é visível, simplesmente o ser humano é ambicioso, mim respondam com sinceridade, será que se você que está lendo aqui isso, derrepente aparecesse um câncer, aids, acidente, qual nome você clamaria? Deus certamente, apartir daí , você já começaria a ter uma intimidade com ele diferente, porque? Porque você sabe que ele é o Deus do impossível que só nele você encontra o impossível....
    Botar um som e falar da bíblia não é desrespeito , e sim previlégio. Joao 14.23 ‘’jesus respondeu, e disse-lhe: se alguém me ama, guardará, a minha palavra, e meu pai o amará , e viremos para ele, e faremos nele morada

    ResponderExcluir
  16. A palavra de Deus não é para ser divulgada aos gritos, aos gritos deixamos para certos políticos quando sobem no palanque para mentir e contar inverdades.

    ResponderExcluir
  17. A verdadeira palavra de Deus deve ser ouvida baixinho para que toque nossos corações de cristãos. Paredão e outras coisas mais eu sei bem porque inventam. Agora vão inventar o buggy de Jesus, a jangada de Jesus e outras coisas mais. Não pequem usando o nome do Senhor Jesus em vão. Vocês devem temer a Deus.
    Mário

    ResponderExcluir
  18. Eu acho muito engraçado.. por que para festas, emancipação da cidade pooode o som lá nas caixa bozó.. e para os evangélicos não pode? falar de Deus incomoda tanto assim?
    Primeiramente agora, a principal fonte de renda é o turismo, mas antes o povo se sustentava sem o turismo, porque agora não pode? o turismo na cidade só fez com São Miguel do Gostoso crescesse rápido de mais, e com esse crescimento, veio tudo que n presta também, obviamente esse crescimento iria chegar, mas não agora e não com esse avanço todo..
    Então eu acho que vcs tem que se preocupar com coisas que melhorem a cidade a educação, sáude, sociedade ta tudo só o caos... Todo mundo tem direito a liberdade de expressão, seja evangélico, ateu, católico, macumbeiro, espirita e tudo mais... geeeente acorda pro que necessita!!!!

    ResponderExcluir
  19. Liberdade de expressão com paredão ? Minha amiga aí de cima, não compare religião com turismo ou festas. Religião é para se praticar com educação e sem incomodar os outros. Eu sou evangélica e não gosto desse barulho que querem fazer com carro de som e gritaria na rua. O cristianismo nasceu e cresceu sem carro de som e gritaria. Me façam o favor !!!!!!

    ResponderExcluir
  20. Liberdade de expressão é uma coisa, agora incomodar os moradores de nossa cidade não pode, sou evangélico e sinceramente hoje temos pessoas que querem fugir das nossas origens e assim deixa muito a desejar.

    ResponderExcluir
  21. E os eventos da Igreja Católica que foram realizados durante várias semanas seguidas com som altíssimo na Escola Zuza Torres em pleno domingo de manhã, bem próximo ao posto de saúde ninguém fala, né? Apesar de achar que todos, repito TODOS devam respeitar o limite do som, o preconceito enrustido do adm. desse blog contra os evangélicos, é inegável!!!

    ResponderExcluir
  22. Liberdade de expressão é o direito de manifestar livremente opiniões, ideias e pensamentos. É um conceito baseado nas democracias, seja á pé, no microfone, paredão, de burro, nu pela cidade.. O ISCAMBAU! mas é liberdade de expressão!

    ResponderExcluir
  23. Agora já querem culpar outra religião também, morro nas proximidades da Escola Zuza Torres e lá o som não incomodou ninguém, nem até mesmo os que estava presente no local do evento, que se podia conversar tranquilamente sem que o som perturbasse.

    ResponderExcluir
  24. Minha familia é toda evangélica e somos contra a esse barulho de paredão e a pregação com som alto ao ar livre. Mas seu Emanuel não podemos falar nada ou reclamar porque temos medo de represálias dentro da nossa própria igreja, então ficamos calados. muito evangélico é contra tudo isso mas temos que ficar calados. Peço desculpa aos que estão sofrendo com esse som alto. Obrigado

    ResponderExcluir
  25. Esse comentário de que estão querendo culpar outras religiões é uma completa idiotice!!! É claro que deve haver um limite de som, para tudo e para todos, seja igreja ou não!!!E os eventos da igreja católica na Escola Zuza Torres são feitos com som altíssimo sim!!!Inclusive, um desses eventos está sendo realizado nesse exato momento, domingo dia 08 de junho de 2014, ás 14;59 da tarde!!E a pessoa que disse que o som não incomodou ninguém, com certeza estava lá participando, gostando e fazendo barulho também!!Ou então não mora perto do Zuza e é um belo mentiroso ou mentirosa!!!

    ResponderExcluir
  26. É bom que se deixe bem claro o grande incômodo dos carros de som na Avenida dos Arrecifes, em frente aos botecos de quinta categoria que tomam os espaços das calçadas, impedindo a livre circulação de pessoas idosas, deficientes, e de todo mundo em geral, o que já é um absurdo!!!Essa situação é bem conhecida da polícia militar de São Miguel do Gostoso, que não faz absolutamente nada para coibir essa falta de respeito!!Agora, chegar no meio de um culto evangélico, e abusando da autoridade desligar o som, sem antes pedir a alguém que o som fosse diminuído, pode né??Isso eles sabem fazer direitinho! É por essas e outras que a polícia brasileira está (dentro e fora do Brasil) com a imagem mais suja do que pau de galinheiro!

    ResponderExcluir
  27. A pessoa que disse que mora perto da escola e o barulho dos católicos não incomodou, é um mentiroso!!! Incomoda sim, e muito!! O evento, diferente dos cultos evangélicos, não dura apenas duas horas, mas o dia inteiro!!!Cuidado, viu!!Vai ter que se confessar! Rezar 3. 500 ave marias! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  28. Emanuel, por favor, aterrisse no chão da realidade!!

    ResponderExcluir
  29. O som do evento na Escola Zuza Tôrres não era alto, pois não veio incomodar ninguém, pelo menos até agora ninguém reclamou, agora o paredão que não é de Jesus, que fazem no meio da rua esse sim causa revolta dos moradores com som muitíssimo alto, mentirosos são esses que estão errados e ficam culpando ou procurando colocar defeitos nos outros, caiam na real, afinal todo mundo em nossa cidade sabe quem está com a verdade ou não.

    ResponderExcluir