sábado, 3 de dezembro de 2011

Em São Miguel do Gostoso, jovens fazem debate com foco em protagonismo juvenil e participação social

Por Emanuel Neri

São Miguel do Gostoso tem uma certa estrutura de organização da sociedade civil que é muito interessante. Este final de semana, por exemplo, está sendo realizado na cidade o 5º Encontro Municipal de Adolescentes (EMA). O objetivo do encontro, com a presença de mais de 100 jovens, é promover o diálogo em torno do tema “Protagonismo Juvenil e Participação Social”.
No final do encontro, será aprovada a “Carta Jovem do Gostoso”, com propostas com o objetivo de alcançar o protagonismo juvenil em São Miguel do Gostoso. A iniciativa do evento é da Associação de Meio Ambiente, Cultura e Justiça Social (Amjus), coordenada por Heldene Santos. Interessantíssimo o que está sendo discutido neste fórum de jovens.
Os debates são divididos em quatro oficinas que tem estratégia e foco na cultura local. Todas as propostas serão “verbalizadas”, no final do encontro, em oficinas que utilizam o teatro, a música, a dança e o cordel como ferramentas para manifestar o protagonismos que estes jovens querem –e têm o direito – de ter. Precedidas de debates em grupos, toda esta dinâmica do grupo girou em torno de dois pontos:
1)"Como posso ser protagonista".
2)"Como as organizações não-governamentais e o Poder Público podem contribuir com o meu protagonismo".
É muito interessante ver um grupo de jovens, de uma cidade que tem mil e uma carências, discutindo um tema de tamanha importância. Não é toda cidade que pode se dar ao luxo de ter uma organização social capaz de fazer um debate deste tipo.
O encontro reúne jovens do Oásis, grupo que faz ações na área do meio ambiente na cidade, além de representantes de grupos de jovens das comunidades da Baixinha dos França, Novo Horizonte, Canto da Ilha, Morro dos Martins, Paraíso e outros distritos de São Miguel do Gostoso.
Para que estes jovens pudessem realizar este encontro para debater seu protagonismo, vários grupos se mobilizaram. Além da Amjus, o fórum dos jovens contou com a ajuda da Prefeitura local, além das Pousadas dos Ponteiros, Casa de Taipa, Só Alegria, Pousada do Gostoso e o Espaço Mix.
É importantíssimo que o poder público e as empresas locais colaborem com a iniciativa destes jovens.
Esta notícia foi redigida antes da conclusão dos trabalhos do 5º EMA. Tão logo seja conhecida a “Carta Jovem do Gostoso”, o noBalacobaco voltará ao tema para divulgar o conteúdo deste documento.





17 comentários:

  1. Foi maravilhoso o 5º EMA!!!

    As oficinas foram ótimas, bem redigidas. A participação dos jovens também, sem contar, é claro, com toda a equipe da organização.

    Esperando o próximo!!!

    Parabéns a Amjus e aos colaboradores!!

    Jane

    ResponderExcluir
  2. Eu participei do ema desse ano. nunca tinha participado. foi maravilhoso. a gente até se sente como adulto. as pessoas que organizarão tambem são muito legais. vinheram varios grupos. quero participar sempre.

    Claudio

    ResponderExcluir
  3. O ema é um espaço muito importante para nois adolescentes. um momento onde a gente fala, interage com os outros mesmo que nem sempre a gente seja levado a serio mas lá nóis somos.

    ResponderExcluir
  4. Eu participei de 3 ema já. É muito bom mas esse ano foi melhor ainda.
    Taiza

    ResponderExcluir
  5. O EMA foi tudo de bom. É um momento muito especial para nois adolecentes. Lá a gente debate e organiza idéia de como queremos que algumas coisas aconteça. parabens para a amjus que mantem essa ideia que ta ficando cada vez melhor. eu ja participei com meu grupo de dois ema. muito bom mesmo.
    Evelyn

    ResponderExcluir
  6. Eu tambem adorei o EMA. o EMA deveria acontecer sempre e tomara que nunca deixe de acontecer. o EMA é demais.
    Caio

    ResponderExcluir
  7. Parabéns ao pessoal da organização do EMA. Ficou tudo muito bom e gostei muito de participar. valeu.
    Esteffany

    ResponderExcluir
  8. Tem uma coisa muito interessante que eu aprendi no EMA que foi quando o palestrante Heldene disse assim: muitas vezes quando se fala de protagonismo juvenil se refere ao jovem como quem tem que ser o ator principal diante da sociedade, mas isso é muita responsabilidade para o jovem,o papel principal deve ser do poder público, e temos que respeitar isso, e os jovens tem que participar efetivamente do teatro.
    Foi mais ou menos assim e eu achei lindo. Anotei logo para não esquecer.

    Meu nome é Samara

    ResponderExcluir
  9. Saudade do EMA.

    (SAMARA)

    ResponderExcluir
  10. É tão bom quando esse blog fala bem assim de Gostoso. O EMA foi lindo!

    Cintia

    ResponderExcluir
  11. Eu adorei a oficina com literatura de cordel. nunca pensei que ia consegui fazer um.

    ResponderExcluir
  12. O ema foi ótimo! espero que as pessoas preste atenção nas propostas que nós fizemos lá. espero que entendam. espero também que a anjus leve as propostas adiante para que o povo conheça. sairo muitas propostas boas.
    (Camila)

    ResponderExcluir
  13. O ema é um momento muito inportante. é um momento que valoriza os jovens protagonistas e que os adolescentes participam de verdade. que bom que temos o ema um espaço onde a gente tem vez e tem vós. só espero que a gente seja mesma ouvido. é um momento rápido que a gente aprende bastante.

    José

    ResponderExcluir
  14. Para Samara do comentário acima em 06/12...

    Samara, o teatro que vc fala é em relãção ao "Teatro de sua Vida?".

    Protagonismo Juvenil é a atuação do jovem, através de uma participação construtiva, que envolve-se com as questões da sociedade na qual está inserida (pensando global), como também com questões da própria juventude. Atuando em casa, na escola, na comunidade...
    O ator principal da sua vida tem que ser você (o jovem). O poder público, juntamente com Organizações não Governamentas (Ongs), empresas privadas, etc., devem apoiar e incentivar a iniciativa do Protagonista.
    O importante é deixar de ser plateia (ao ver os problemas acontecendo e não fazer nada) e ser o Protagonista, o ator principal da "Novela" chamada Vida.

    Jane

    ResponderExcluir
  15. Eu entendi que protagonista é aquele que atua e que constrói junto. Acho que na palestra Heldene quis dizer que o jovem deve ser o ator principal na sociedade significa jogar muita responsabilidade nas nossas costas. Entendi que ele queria dizer que essa responsabilidade é do poder público só que cabe a todos nós cosntruir junto em vez de só reclamar e ficar se fazer nada e participar do teatro da vida sim. o ema foi muito bom para gente entender isso. Eu entendi assim,

    Kelly

    ResponderExcluir
  16. muito legal os comentarios de vocês. não lembro de vocês no ema mas sei que aproveitarão bem. também deu pra aprender muito nas oficinas, agente conversou e cosntruiu uma arte bem legal que através dela montamos nossas ideias. eu participei da oficina de musica e foi muinto legal.

    ResponderExcluir
  17. Eu participei da oficina de dança. Foi bem legal. aprendemos dança conteporanea e a dança de rua.
    foi bem legal. no final fiquei ate com vergonha de dançar na frente de todo mundo. mas foi uma esperiencia muito boa. queria tudo de novo.

    ResponderExcluir